Bom retrospecto no Rio Open anima David Ferrer para disputa da quarta edição

18.Fev.2017

Campeão da edição 2015 do Rio Open apresentado pela Claro, o espanhol David Ferrer já está treinando nas quadras do Jockey Club Brasileiro para a disputa do ATP 500, que começa na segunda-feira. As boas recordações em terras brasileiras animam o ex-top 3 e atual 27º do ranking mundial, que pode sair do Rio com a marca de 700 vitórias na carreira. Faltam quatro vitórias para o feito, algo que somente 12 jogadores conseguiram, sendo que apenas três continuam em atividade - o suíço Roger Federer, o espanhol Rafael Nadal, e o sérvio Novak Djokovic.

"Estou muito contente em voltar para o Rio pela quarta vez, tenho boas recordações do torneio", disse o habilidoso jogador, que brincou na coletiva de imprensa, neste sábado, sobre a vitória 700. "Não tinha pensado nisso. Quantas vitórias preciso?", perguntou aos repórteres. "Espero conseguir aqui, é meu próximo objetivo". Para atingir a marca, o jogador de 34 anos precisa alcançar a final. Nas outras participações no Rio Open, Ferrer foi semifinalista em 2014, e caiu nas quartas de final no ano passado.

Dono de 26 títulos na carreira, o jogador espanhol passou em branco em 2016, e teve resultados modestos no início desta temporada. Perdeu na terceira rodada no Australian Open e foi eliminado nas oitavas em Brisbane, Auckland e Buenos Aires, este último torneio nesta semana. "Preciso melhorar meu tênis. Não estou no nível que desejo, por isso espero evoluir nesta semana. Vou treinar já neste sábado, e quero me adaptar às condições daqui logo", explicou.

Conhecido por ser um guerreiro dentro de quadra, o vice-campeão de Roland Garros em 2013 tem confiança de que pode ir bem no Rio e na sequência da temporada. "É difícil perder mais do que o habitual, quando você não está acostumado a isso. Sigo jogando porque tenho confiança de que posso mudar essa situação, voltar a ganhar partidas. Sigo trabalhando, gosto do que faço".

Compartilhe