Duelo de brasileiros entre Thomaz Bellucci e Thiago Monteiro marca a quinta-feira no Rio Open

22.Fev.2017

Eles são amigos, fizeram a pré-temporada juntos, jogam a chave de duplas em parceria, mas nesta quinta-feira serão rivais. Os brasileiros Thomaz Bellucci e Thiago Monteiro se enfrentam no segundo jogo da quadra Guga Kuerten, com rodada que se inicia às 19h, por uma vaga nas quartas de final do Rio Open apresentado pela Claro. Os últimos ingressos para o maior torneio de tênis da América do Sul estão à venda no site www.tudus.com.br e na bilheteria do Jockey Club, na entrada do complexo.

 

Pela primeira vez nos quatro anos de Rio Open dois brasileiros vão duelar na chave principal de simples. Também será o primeiro jogo entre os dois no circuito. "Vai ser difícil para nós dois, nos conhecemos muito bem, treinamos juntos. Conheço o Thiago desde que ele tinha uns 14 anos, quando treinei com o Larri Passos. Claro que seria melhor se a partida fosse a final do torneio, mas aconteceu agora e espero que a gente faça um grande jogo para o público. É muito legal ver dois brasileiros se enfrentando em um ATP 500 em casa", disse Bellucci, que tem como melhor resultado no Rio Open as quartas de final de 2014.

 

Atual 76º do ranking mundial, Bellucci já figurou na 21ª posição, o segundo melhor brasileiro na lista depois de Gustavo Kuerten. Em sua estreia no Rio Open, o canhoto de 29 anos surpreendeu o japonês Kei Nishikori, número 5 do mundo. O paulista tem quatro títulos de ATP na carreira, e nesta temporada foi vice-campeão em Quito.

 

Já Monteiro, que chegou a ultrapassar Bellucci por uma semana, no início do mês, como número 1 do Brasil, ficou conhecido do público após virar sensação do Rio Open 2016. O cearense de 22 anos alcançou as oitavas de final, com direito a vitória sobre o francês Jo-Wilfried Tsonga, então 9º colocado do ranking, na estreia. O também canhoto ocupa a 85ª posição no ranking. No ano passado, subiu 400 posições, foi às quartas de dois ATPs 250, e defendeu o Brasil pela primeira vez na Copa Davis. "Torci para o Bellucci contra o Nishikori. Ele tem muito potencial, joga de forma agressiva, vai ser uma partida bem difícil", disse Monteiro, quadrifinalista do ATP 250 de Buenos Aires, na semana passada.

 

Nesta quarta eles jogaram juntos a chave de duplas e foram eliminados pelos colombianos Juan Sebastian Cabal e Robert Farah, dupla duas vezes campeã do Rio Open, em 2014 e 2016, por 6/1 e 6/4. Quem levar a melhor no duelo entre Bellucci e Monteiro terá pela frente o vencedor da partida entre o norueguês Casper Ruud, e o espanhol Roberto Carballes Baena, que jogam às 19h, na quadra central.

 

Vice-campeão de 2014, Dolgopolov enfrenta argentino Zeballos também nesta quinta

 

O ucraniano Alexandr Dolgopolov, vice-campeão da primeira edição do Rio Open, pega o argentino Horacio Zeballos, às 16h30, na quadra central, pelas oitavas de final.

 

Ex-número 13 do ranking mundial, Dolgopolov vem embalado após o título do ATP 250 de Buenos Aires, no domingo. Depois de sofrer com lesões nos últimos três anos, o jogador, atual 50º, que já foi elogiado pelo espanhol Rafael Nadal e pelo suíço Roger Federer, vem mostrando que pode voltar às primeiras posições do ranking.

 

Será o terceiro confronto entre o ucraniano e Zeballos, e o argentino tem a vantagem: venceu os dois primeiros, ambos em quadra rápida. Quem vencer terá pela frente o melhor entre o dominicano Victor Estrella Burgos e o espanhol Pablo Carreno Busta, que jogam às 16h30, na quadra 1.

Compartilhe