Nadal elimina Almagro e reencontra Dolgopolov por vaga na semifinal

19.Fev.2016

O espanhol Rafael Nadal confirmou seu retrospecto contra o compatriota Nicolás Almagro, na noite desta quinta-feira, e avançou para as quartas de final do Rio Open apresentado pela Claro. O número 5 do mundo e cabeça de chave 1 do torneio venceu por 2 sets a 0, com parciais de 6/3 e 7/5, conquistando a 14ª vitória sobre o rival em 15 partidas. Quem também avançou foi o uruguaio Pablo Cuevas, que eliminou o jovem brasileiro Thiago Monteiro por 7/6 (5) e 6/3. O Rio Open, disputado nas quadras do Jockey Club Brasileiro, é o maior torneio de tênis da América do Sul, com disputas simultâneas de um ATP World Tour 500 e um WTA Internacional.


Nadal volta à quadra Guga Kuerten nesta sexta-feira para lutar por um lugar na semifinal contra o ucraniano Alexandr Dolgopolov, adversário da decisão de 2014 no Rio, quando o dono de 14 Grand Slams foi o campeão. Dolgopolov derrotou o espanhol Inigo Cervantes por 3/6, 6/0 e 6/3. A partida é a última desta sexta-feira, não antes das 19h.


"Eu joguei muito bem no primeiro set e quase não cometi erros. No segundo, estava um pouco mais nervoso, especialmente quando eu estava sacando, então demorou um pouquinho mais de tempo para fechar", disse Nadal. "O mais importante é que venci e estou jogando bem. Me sinto bem melhor do que na semana passada e estou fisicamente mais forte."


Jogando no Rio pelo terceiro ano seguido, Nadal tem agora uma marca de 10-1 no torneio. Campeão de 2014, só perdeu no Jockey Club no ano passado diante do italiano Fabio Fognini, nas semifinais. "O jogo com Dolgopolov também será complicado. Ele me derrotou nos nossos últimos dois encontros e é um jogador que faz você mudar sua maneira de jogar. É sólido e preciso tentar tirar proveito de seus erros".


Se chegar à final no Rio, Nadal será o sexto jogador na Era Aberta do tênis a alcançar cem finais em sua carreira. Ele se juntará a Jimmy Connors, com 164 finais (109 vitórias e 55 derrotas), Ivan Lendl 145 (94-51), Roger Federer 136 (88-48), John McEnroe 109 (77-32) e Guillermo Villas 104 (62-42).


Nadal e Dolgopolov já se enfrentaram sete vezes, com cinco vitórias para o espanhol. As últimas duas partidas, porém, foram vencidas pelo ucraniano: em Indian Wells, em 2014, e em Londres, no ano passado. "Eu bati o Nadal em quadra dura e na grama, então aqui vai ser completamente diferente porque ele é especialista em saibro. De qualquer maneira acho que estou preparado e tenho algum tempo para me recuperar. Estou mais confiante agora que já o derrotei e sei que posso fazer isso de novo", disse Dolgopolov, 33º no ranking mundial.


Brasileiro joga bem mas cai para experiente uruguaio
Em outro jogo da noite desta quinta-feira, o brasileiro Thiago Monteiro deu trabalho, mas foi derrotado pelo uruguaio Pablo Cuevas por 7/6 (5) e 6/3. O jovem de 21 anos, que recebeu convite para jogar no Rio, surpreendeu na primeira rodada ao vencer o número 9 do mundo, o francês Jo-Wilfried Tsonga.


O cearense fez um primeiro set equilibrado com o experiente Cuevas, 30º do mundo e dono de três títulos na carreira. No tie-break, o ex-número 2 do ranking juvenil e atual 338º do ranking mundial abriu 4 a 2, mas permitiu a virada de Cuevas. No set seguinte, Thiago manteve o ritmo, porém teve o saque quebrado e não conseguiu reverter.


"Ele jogou muito sólido, administrou bem o jogo, teve total mérito pela vitória", disse o brasileiro, que deixa o Rio Open satisfeito. "Esses dias aqui foram gratificantes, jogar numa quadra central com tanta torcida pela primeira vez na carreira, não vou esquecer. Além disso, ver que posso jogar contra tenistas desse nível, aumentou ainda mais minha confiança". 


Assim como Tsonga, Cuevas elogiou o canhoto brasileiro. "Já tinha visto o Thiago jogar em outros torneios e é um cara que tem muito potencial. Ontem ele ganhou de um cara difícil, o Tsonga, hoje sabia que o jogo seria difícil porque é sempre complicado enfrentar um brasileiro aqui, mas estou feliz que passei para as quartas mais uma vez aqui no Rio Open", disse o uruguaio.


O uruguaio enfrentará nesta sexta, não antes das 16h, o argentino Federico Delbonis, 46º do mundo, que venceu o italiano Paolo Lorenzi por 6/3 e 6/0. Será o primeiro confronto entre os dois. 


Os outros confrontos das quartas são entre o espanhol David Ferrer e o austríaco Dominic Thiem - após a partida de Cuevas com Delbonis -, e entre o espanhol Daniel Gimeno-Traver e o argentino Guido Pella, às 14h30.

Compartilhe