Argentino Guido Pella salva três match points e elimina John Isner, cabeça de chave número 4, na primeira rodada

16.Fev.2016

Em um jogo emocionante, de três horas, o argentino Guido Pella, 71º do ranking mundial, salvou três match points e eliminou o norte-americano John Isner, cabeça de chave número 4, por 2 sets a 1, com parciais de 7/6 (5), 5/7 e 7/6 (8), nesta segunda-feira, primeiro dia do Rio Open apresentado pela Claro.  O próximo adversário de Pella será o vencedor da partida entre o colombiano Santiago Giraldo e o português Gastão Elias.

Pella e Isner, número 11 do ranking mundial, nunca haviam se enfrentado. O argentino, que ainda não tem um título de ATP na carreira, conquistou a vitória depois de muita luta. O primeiro set foi interrompido por uma forte chuva quando Isner vencia por 6 games a 5. Os jogadores foram para o vestiário e só depois de quatro horas retornaram para dar continuidade ao jogo. Pella acabou virando e vencendo o primeiro set. No segundo, teve um match point, mas não aproveitou e viu o jogador de 2,08m empatar a partida.

No set decisivo, o argentino teve outras duas chances para fechar, mas não aproveitou e a decisão foi para o tie-break. Aí foi a vez de Isner ter três chances de chegar à vitória, mas falhou e Pella, em sua terceira tentativa, deu uma bela passada para superar o norte-americano, dono de 10 títulos de ATP. "Tive muita dificuldade para fechar, tive chances, ele também, qualquer um poderia ter ganhado a partida. Foi uma vitória importante, mas tenho que continuar trabalhando para seguir adiante", disse Pella.

Isner, que visitou o Brasil pela primeira vez, lamentou a derrota na estreia. "Eu tive chances, mas não joguei bem. Tinha grandes expectativas ao vir para cá. Espero voltar e jogar melhor".

A forte chuva que caiu no Rio atrapalhou outras partidas e obrigou a organização a cancelar cinco que estavam programadas para o primeiro dia do torneio. Das que foram realizadas, duas brasileiras que entraram na chave de simples com convite acabaram eliminadas na estreia, ambas por tenistas romenas. Quadrifinalista na edição 2015, Beatriz Haddad Maia perdeu para Sorana Cirstea por 6/2 e 6/1. Gabriela Cé também não avançou. A terceira melhor tenista do país foi derrotada por Ana Bogdan 6/2 e 6/3. Nas duplas, a brasileira Paula Gonçalves e a norte-americana Sanaz Marand venceram a israelense Julia Glushko e a sueca Rebecca Peterson por 4/6, 6/4 e 10/7 e avançaram à segunda rodada.

Em outros jogos da chave feminina de simples, a montenegrina Danka Kovinic, cabeça de chave número 3,  venceu a norte-americana Sachia Vickery por 6/3, 5/7 e 6/4, a eslovena Polona Hercog, cabeça nº 5, derrotou  a norte americana Jennifer Brady por 6/4 e 6/2, a norte-americana Shelby Rogers bateu a romena Andreea Mitu, cabeça nº 8, por um duplo 6/2, e a holandesa Cindy Burger, que veio do qualifying, surprendeu a cabeça 4, a norte-americana Christina McHale, por 7/6 (5), 2/6 e 6/1. A italiana Francesca Schiavone, campeã da edição 2010 de Roland Garros, também avançou ao eliminar a alemã Tatjana Maria por um duplo 6/1.  

Fotos disponíveis em www.flickr.com/photos/rioopen2016

Compartilhe