Super 3ª no Rio Open tem campeões Nadal e Ferrer, Jo-Wilfried Tsonga e estrelas brasileiras

16.Fev.2016

Dois campeões do Rio Open apresentado pela Claro estreiam nesta terça-feira na terceira edição do evento. Campeão em 2014, o espanhol Rafael Nadal enfrenta o compatriota Pablo Carreno Busta não antes das 18h30, na quadra Guga Kuerten. Vencedor no ano passado, o também espanhol David Ferrer pega o chileno Nicolas Jarry, no quarto jogo da quadra 1. A rodada desta quadra começa às 11h.


Devido à forte chuva que atingiu a cidade do Rio de Janeiro no final da tarde desta segunda-feira, os jogos foram interrompidos por quase três horas, e a organização teve de cancelar cinco partidas que estavam programadas. Por isso, o brasileiro Thomaz Bellucci, que teve seu jogo adiado para 3a., duela contra o ucraniano Alexandr Dolgopolov, na quadra Guga Kuerten, não antes das 17h. Já o italiano Fabio Fognini pega o britânico Aljaz Bedene, no terceiro jogo da quadra 1.


A super terça de jogos no Rio Open também terá em quadra o francês Jo-Wilfried Tsonga, nº 9 do ranking mundial, que vai encarar o jovem brasileiro Thiago Monteiro, após a partida de Bellucci. Os brasileiros Teliana Pereira, Paula Gonçalves e João Souza, o Feijão, são outros que estão na programação.


O nove vezes campeão de Roland Garros, Rafael Nadal já enfrentou Carreno Busta em outras duas ocasiões. Cabeça de chave número um no Rio Open e número 5 no ranking mundial, Nadal venceu os dois jogos: no ano passado, no Rio, e em Doha, no mês passado. Atual número 66 do ranking da ATP, Carreno Busta tem apenas 24 anos e ainda não tem título de simples.


Nadal começou a temporada 2016 com o vice-campeonato de Doha. Na sequência foi eliminado na estreia do Australian Open e foi semifinalista em Buenos Aires, na semana passada. "Estou muito feliz de estar de volta ao Rio, é sempre especial, as coisas costumam dar certo quando venho aqui. Espero estar bem para a estreia", disse. Sobre a fase atual, foi direto: "Não penso em jogar meu melhor tênis. Penso em jogar melhor do que ontem. O que me motiva é ser melhor a cada dia".


Atual campeão do torneio carioca, David Ferrer tem oito vitórias e apenas uma derrota no Rio Open, na semifinal de 2014. "É sempre bom retornar ao Rio Open. Tenho ótimas memórias do ano passado e quero fazer um grande torneio neste ano também", disse.


Sexto colocado no ranking da ATP, o espanhol perdeu apenas um jogo no saibro na temporada passada para um adversário fora do Top 5 (Andujar, nas semifinais de Barcelona). Jarry, seu rival nesta terça, é atualmente o número 493 do ranking mundial.


Cabeça de chave número 1, Teliana encara croata Petra Martic


Pela chave feminina, a brasileira Teliana Pereira, cabeça de chave número um de um torneio da WTA pela primeira vez em sua carreira, estreia na quadra Guga Kuerten, não antes das 14h15, contra a croata Petra Martic. Atual 163º do mundo, Martic já foi 42ª. Teliana, campeã de dois WTAs no ano passado, vive boa fase e é a atual 43ª. Será o primeiro confronto entre as duas.


A brasileira disse que está feliz por entrar como favorita para o Rio Open. Mas disse que ainda não se acostumou com o maior assédio dos fãs desde que entrou para o top 50 do ranking mundial, no ano passado. "Estou tranquila e treinando da mesma maneira. Claro que as rivais entram mais motivadas em quadra, mas, na hora do jogo, a gente nem pensa se é número um ou não. Isso não muda nada", afirmou a tenista que vai para sua terceira participação no Rio Open - chegou na semifinal há dois anos e caiu na estreia em 2015 diante da favorita Sara Errani, que ficou com o título.


Vinda do qualifying, a paulista Paula Gonçalves abre os confrontos da quadra Guga Kuerten, às 11h30, contra a israelense Julia Glushko. Feijão pega o argentino Diego Schwartzman no segundo jogo da quadra 1.


Fotos disponíveis em www.flickr.com/photos/rioopen2016

Compartilhe