Tsonga revela vontade de conhecer a América do Sul e diz que está encantado com o Rio

14.Fev.2016

Há muito tempo jogando o circuito mundial, o francês Jo-Wilfried Tsonga decidiu mudar seu calendário e conhecer a América do Sul. O atual número 9 do ranking mundial, seis vezes semifinalista em torneios Grand Slam, é uma das estrelas da terceira edição do Rio Open. O jogador treinou na tarde deste domingo, na quadra central do torneio, e se mostrou encantando com o que viu.


"Eu queria jogar um torneio ATP na América do Sul faz um tempo. Tenho 30 anos e jogo praticamente os mesmos torneios desde os 19, então pensei que era uma boa ideia vir ao Rio antes de encerrar minha carreira. É bom jogar mais no saibro nessa época da temporada e o Brasil é um país muito atrativo", disse o vice-campeão do Australian Open de 2008, impressionado com a cidade. "É tudo muito lindo, estou hospedado perto da praia, em Copacabana, as primeiras impressões são as melhores. O clube também é bem agradável. Vou ter muita sorte de voltar a um lugar como esse nas Olimpíadas."


Dos 12 títulos que têm na carreira, nenhum foi conquistado no saibro. Semifinalista em Roland Garros no ano passado, Tsonga jogou em Buenos Aires na semana passada e foi eliminado nas quartas de final. "O saibro não é meu piso favorito, mas espero ir o mais longe que der no torneio. Sei que não sou o melhor jogador de saibro, mas posso jogar bem quando estou bem fisicamente", contou.


Tsonga não conhece seu adversário da estreia, o brasileiro Thiago Monteiro, na terça-feira. "Nunca o vi jogar, mas acho que terei tempo para vê-lo por aqui e conhecer seu estilo de jogo", completou o francês, que estreia na chave de duplas nesta segunda-feira. Ele e seu compatriota Paul-Henri Mathieu enfrentam os norte-americanos Nicholas Monroe e Jack Sock.


Confira mais imagens em www.flickr.com/rioopen2016.

Compartilhe