Bruno Soares e Marcelo Melo estão prontos para brigar pelo título de duplas do Rio Open apresentado pela Claro

14.Fev.2016

Um acaba de vencer o Aberto da Austrália, o outro é o número 1 do ranking mundial de duplas desde novembro de 2015. Bruno Soares e Marcelo Melo vivem ótimo momento, cada um com seu parceiro fixo, mas decidiram jogar juntos o Rio Open apresentado pela Claro. O maior torneio da América do Sul e o único a reunir uma disputa simultânea de um ATP 500 e de um WTA Internacional vai servir como início da preparação para as Olimpíadas do Rio, quando os brasileiros buscarão uma inédita medalha para o país.

Bruno e Marcelo são a dupla cabeça de chave número 1 do ATP 500 do Rio. Eles enfrentarão na primeira rodada os compatriotas Orlando Luz e Fabiano de Paula, em data a ser definida. Em uma coletiva de imprensa descontraída, Bruno e Marcelo disseram estar prontos para assumir a condição de favoritos ao título nas quadras do Jockey Club Brasileiro. "A pressão vai acontecer, mas sabemos direcionar para o lado da motivação", explicou Bruno. "Estamos jogando o melhor tênis da nossa carreira, nosso histórico é muito bom", acrescentou Marcelo.

Será a primeira vez que os mineiros atuarão juntos no Rio Open. No circuito, já formaram parceria, mas há alguns anos têm outros parceiros. Juntos, conquistaram quatro títulos no circuito. Além disso, formam a dupla brasileira na Copa Davis, com retrospecto de nove vitórias e duas derrotas, e estiveram juntos nas Olimpíadas de Londres-12, quando caíram nas quartas de final. "Um quer o melhor para o outro. Torci muito para o Bruno conquistar o Aberto da Austrália", contou Marcelo.

Bruno estreou parceria com o britânico Jamie Murray neste ano e, além dos títulos em Melbourne - duplas masculinas e mistas -, foi campeão do ATP 250 de Sydney. Marcelo joga no circuito com o croata Ivan Dodig, que também disputa a chave de simples. No ano passado, conquistaram o título de Roland Garros. Como uma das metas dos brasileiros é um bom resultado nos Jogos do Rio, decidiram disputar alguns torneios juntos como preparação. "Não é simples fazer essa logística de jogarmos juntos, porque temos nossos parceiros, então tem que haver uma conversa. Mas vamos jogar o Rio Open juntos e alguns outros torneios", explicou Bruno.

O Brasil também estará representado na chave de duplas por Rogério Dutra Silva/João Souza, Thomaz Bellucci/Marcelo Demoliner, e André Sá, que formará parceria com o argentino Maximo Gonzalez. Os colombianos Juan Sebastian Cabal e Robert Farah, campeões do Rio Open 2015, estreiam contra a dupla da Nova Zelândia formada por Marcus Daniell e Artem Sitak. O italiano Fabio Fognini, vice-campeão de simples no ano passado, jogará com o uruguaio Pablo Cuevas. E o francês Jo-Wilfried Tsonga, atual número 9 do ranking mundial em simples, estará nas duplas ao lado do compatriota Paul-Henri Mathieu.

Compartilhe