Rio Open celebra a parceria com Pirelli no Cristo Redentor

10.Nov.2015

O Rio Open anunciou nesta terça-feira, dia 10, no Cristo Redentor, o lançamento do patrocínio da Pirelli ao maior torneio de tênis da América do Sul. O evento, que aconteceu aos pés da estátua mais famosa do Brasil e símbolo da cidade do Rio de Janeiro, contou com a participação dos tenistas Maria Esther Bueno e Ricardo Acioly, João Souza, conhecido como Feijão, que jogaram uma partida simbólica, na presença de Paolo Dal Pino, presidente executivo da Pirelli para América do Sul.

“Para a IMM é uma conquista excepcional ter a Pirelli como parceira do Rio Open – maior evento esportivo anual do Rio de Janeiro. E hoje o Cristo Redentor, maior patrimônio da cidade, abençoou o Rio Open. Um marco para o nosso evento, um evento da cidade e do Brasil.” declara Márcia Casz COO de Esportes da IMM“.

A brasileira Maria Esther Bueno, principal nome do tênis feminino mundial no final da década de 1950 e início dos anos 1960, falou sobre o abraço simbólico do Cristo Redentor ao Rio Open e também da importância da realização de um torneio deste porte no Brasil.

“Essa abertura aqui hoje foi fantástica. O lugar não poderia ter sido melhor. Estão todos de parabéns e só quero desejar boa sorte para o evento em fevereiro”, disse Maria Esther, aprovando a cerimônia.“

Com essa benção, o Rio Open cada vez mais se firma como o maior evento de tênis da América do Sul. E é tremendamente importante, não só para o Brasil, mas para a América do Sul, ter um torneio desse porte. Principalmente para os tenistas da casa. O torneio tem sido muito bom e vem melhorando a cada ano. E a gente espera que o público prestigie, pois dá muito trabalho montar um evento desse porte. E para os jogadores é importante ter a casa lotada. Então eu faço um convite para as pessoas virem assistir. É uma oportunidade única. E agora com novos patrocinadores e a benção que o Padre Omar deu, será mais um momento mágico para o Tênis no Brasil”, completou a tenista.

O brasileiro João Souza, o Feijão, que esteve no Cristo pela primeira vez, também aprovou o evento: “Me sinto privilegiado e já saio com vantagem para 2016 tendo sido abençoado aqui no Cristo”, destaca o tenista.

A Pirelli, empresa apoiadora do monumento ao Cristo Redentor e patrocinadora das obras de manutenção da estátua desde 2014, é tradicional fornecedora das competições esportivas, em especial automotivas tanto nacionais quanto mundiais, como a Fórmula1. Este ano, a marca abraça o windsurfe nacional por meio do patrocínio a Marcilio “Brawzinho” Brawnie, bicampeão mundial de windwave. Além disso, a empresa investe em diversos projetos sociais, tais como o Instituto Janeth Arcain, e culturais, como o Instituto Inhotim, em Minas Gerais, e os museus paulistas Masp, MAM e Pinacoteca.

“A Pirelli é uma empresa inovadora no desenvolvimento de seus produtos e investe nos esportes, na cultura e na sociedade dos países em que atua. Assim, para nós, é motivador e inovador iniciar laços com o maior evento esportivo anual do Rio de Janeiro”, afirma Paolo Dal Pino, presidente executivo da Pirelli para a América do Sul.

Compartilhe