Veja o cartaz oficial do Rio Open 2018, por Carlos Vergara

01.Dez.2017

A inspiração veio do saibro. Nada melhor do que a cor  laranja das quadras do maior torneio de tênis da América do Sul para servir de base para o consagrado Carlos Vergara, artista plástico com mais de 50 anos de carreira, criar a arte da quinta edição do Rio Open 2018, que será disputado de 19 a 25 de fevereiro, no Jockey Club Brasileiro.

É a primeira vez que o renomado artista produziu a arte do cartaz, uma atração à parte nos principais torneios do Circuito Mundial de Tênis. Sempre com artistas em sua criação, a arte também dará vida a todos os produtos oficiais do torneio. Para a edição 2018, Vergara usou como base uma pintura com saibro e especularita (variedade de mineral com intenso brilho metálico) sobre lona crua.

"Eu queria uma imagem à altura do torneio e da sua relevância. Que de cara fosse possível identificar o tênis. Por isso usei o saibro. Eu também adoro o "Desafio", quando conferem se a bola foi dentro ou fora, então procurei retratá-lo. Sem falar que a quadra é abençoada pelo Cristo Redentor, então ele precisava estar presente. Com as sombras e as marcas na rede busquei a realidade da modalidade", comentou.

Além dos mais de 50 anos dedicados às artes plásticas no Brasil e no mundo, Carlos Vergara também possui forte identificação com o esporte. Ele foi atleta de vôlei na década de 60, quando competia pelo Fluminense e chegou a jogar fora do Brasil também. Porém, o amor pela arte bateu mais forte.

 “Posso dizer que os dois esportes mais difíceis para mim são: tênis e vôlei, pela rapidez de decisão que você tem que tomar em ação. Felizmente, na pintura  eu posso fazer as “jogadas” com mais calma.  Parto de uma ideia e vou testando , experimentando elementos  até chegar no que eu ache que combina com a proposta da arte, neste caso com Rio Open. Não queria fazer simplesmente um retrato de um tenista dando uma raquetada, mas sim que algo que realmente conversasse com o torneio . Ter um evento deste porte no Rio Janeiro é maravilhoso . A cidade merece”, completou.

Vale ressaltar que o Rio Open é o primeiro ATP World Tour 500 da história do Brasil e integra o seleto grupo de 13 torneios denominados ATP 500 em 2018, sendo um dos 22 mais importantes do calendário da ATP. Isso o credencia como o maior evento esportivo anual do Rio de Janeiro e um dos únicos torneios ATP 500 de saibro no mundo.


Compartilhe