Fognini elimina Nadal e decide o título do Rio Open apresentado pela Claro contra Ferrer

22.Fev.2015

Nove vezes campeão de Roland Garros não perdia uma semifinal no saibro desde 2003

O italiano Fabio Fognini derrotou o espanhol Rafael Nadal, de virada, por 2 sets 1, com parciais de 1/6, 6/2 e 7/5, e vai disputar o título do Rio Open apresentado pela Claro contra o também espanhol David Ferrer, neste domingo, por volta das 18h. A derrota para Fognini foi a primeira de Nadal em uma semifinal no saibro desde 2003. Além disso, o nove vezes campeão de Roland Garros perdeu sua primeira partida no Brasil em quatro competições que participou - foi campeão do ATP 500 do Rio em 2014 e duas vezes do Brasil Open (2005/2013).

Fognini , atual 28º colocado no ranking mundial, nunca tinha vencido o dono de 64 títulos na carreira em quatro confrontos entre os dois. Na partida deste sábado, iniciou jogando mal, errando muito. No segundo set, parou de cometer erros e passou a levar a melhor nas trocas de bola.  O set decisivo seguiu igual até Fognini abrir 6 a 5 e Nadal sacar para ir ao tie-break. Em um final emocionante, o espanhol rebateu uma bola, que raspou na rede e caiu lentamente no lado da quadra do italiano. Fognini chegou e devolveu com uma curta, que Nadal não chegou. "Ganhei do melhor do mundo no saibro", comemorou.

Nadal ainda tenta ganhar ritmo e confiança, depois de só atuar sete vezes no segundo semestre do ano passado, devido a duas cirurgias - pulso direito e apêndice.  Neste ano, foi eliminado na estreia em Doha e nas quartas do Aberto da Austrália. Por não defender os pontos do título no Rio Open, vai cair uma posição no ranking mundial, caindo para quarto lugar. "Fiz um bom primeiro set, perdi oportunidades no segundo, e no final foi mérito dele. Também fiquei cansado muito rápido e senti cãibras, algo que nunca tive na carreira", disse o espanhol. "Ainda sinto a falta de ritmo, mas já estou melhor do que há um mês. Tenho que aceitar e continuar trabalhando, passo a passo, para voltar a competir  de igual para igual com os melhores jogadores".

Grande estrela do Rio Open, Nadal espera voltar ao torneio em 2016. "Quero estar nas Olimpíadas no Rio, mas ainda é cedo para falar de calendário. Gosto de jogar aqui, na América Latina, então pode ser que volte".

Na outra semifinal, Ferrer eliminou o austríaco Andreas Haider-Maurer por 7/5 e 6/1. O espanhol  só teve trabalho no primeiro set na vitória sobre o 74º do mundo. Os dois tenistas sofreram para confirmar o saque na série inicial. Quando um quebrava, o outro devolvia e assim foi até Ferrer usar da sua experiência para fechar. O austríaco só tem uma final no seu currículo - em 2010, em Vienna.

No segundo set, Ferrer cresceu e, depois de quebrar o saque de Haider-Maurer logo no início, fazendo 3 a 1, se manteve sempre à frente para fechar. "Não comecei jogando bem, no segundo melhorei e ele estava mais cansado. Estou contente por jogar minha primeira final no Rio", disse Ferrer, que já conquistou seis títulos na América Latina.

Ferrer tem um retrospecto favorável contra Fognini. Sete vitórias em sete jogos. Nesta temporada, Fognini foi campeão de duplas no Aberto da Austrália, ao lado do compatriota Simone Bolelli. Em simples, soma três títulos na carreira. Sua última final foi em abril do ano passado, quando ficou com o vice-campeonato do ATP 250 de Munique, na Alemanha.

Compartilhe