Fabiano de Paula comemora convite na chave de duplas do Rio Open e apoio ao seu Projeto Social

18.Fev.2018

O carioca Fabiano de Paula comemorou a oportunidade de disputar mais uma vez o Rio Open apresentado pela Claro. Desde o ano passado se dedicando mais às duplas, ele e o cearense Thiago Monteiro garantiram um lugar no maior torneio de tênis da América do Sul. Eles receberam convite da organização e terão pela frente na estreia o mineiro Bruno Soares e o britânico Jamie Murray, ainda sem data definida. O ATP 500 do Rio acontece de 19 a 25 de fevereiro, no Jockey Club Brasileiro.

 

Fabiano tem uma história bonita de superação. De morador da Favela da Rocinha alcançou o top 200 no circuito mundial de simples e é o atual 134º de duplas. Mas o jogador de 29 anos foi além, criou a Escolinha de Tênis que leva seu nome, na favela, e há três anos, dá oportunidade a crianças usarem o esporte como ferramenta de desenvolvimento humano e inclusão social.

 

"Quero agradecer mais uma vez a organização que nos presenteou com esse convite. Estou jogando só duplas agora, então é uma motivação a mais. Estamos aqui num torneio desse nível, então queremos jogar com os melhores. É uma honra jogar com tenistas como o Bruno e o Murray, então quero entrar na quadra e buscar o melhor e ver o que podemos fazer", disse Fabiano, que já jogou nas quadras do Jockey Club Brasileiro em três edições da competição. O Rio Open 2018 será o primeiro torneio dele nesta temporada.

 

O sonho de Fabiano de criar seu projeto social só saiu do papel graças ao incentivo da Secretaria de Estado de Esporte, Lazer e Juventude do Rio. "Levei meu projeto, eles aceitaram e decidiram nos apoiar. Com essa ajuda, eu mantenho a escolinha, mesmo com todas as dificuldades por quais o Estado está passando. Tenho muito a agradecer porque sempre quis fazer um projeto como esse, mas precisava de ajuda e consegui", explicou.

 

O secretário de Estado de Esporte, Lazer e Juventude, Thiago Pampolha, comemora os resultados desse projeto. "Quando fizemos a aposta em levar o tênis para a Rocinha, não tínhamos a dimensão do que o esporte faria na vida das crianças e jovens da região. Em três anos de funcionamento, já foram beneficiados cerca de 300 alunos e os frutos já começam a aparecer. Foi uma aposta certeira. E o crescimento do Fabiano é a prova viva disso. Essa disputa de duplas contra Bruno e Murray é incrível. Esse projeto é motivo de orgulho", comemorou Pampolha.

 

Desde a primeira edição, em 2014, o Rio Open também dá sua contribuição a projetos sociais relacionados ao tênis. Além da Escolinha de Tênis Fabiano de Paula, outros cinco projetos são beneficiados pelo torneio. Alunos das escolinhas participam do Torneio Winners, tendo a oportunidade de os vencedores passarem uma semana na IMG Academy, do mago Nick Bollettieri, responsável por descobrir e lapidar talentos da modalidade.

 

"É muito legal ver as crianças aqui, jogando o Torneio Winners, trabalhando como boleiros, tendo a chance de conhecer grandes jogadores, além de poder passar uma semana nos Estados Unidos, treinando numa das melhores academias do mundo. Fico muito feliz pela evolução deles, por ver que estão seguindo o caminho certo, e o que a gente puder fazer para manter o sonho deles, a gente vai fazer", finalizou Fabiano.

Compartilhe