Em jogo que invadiu a madrugada, Nadal passa por melhor sul-americano do circuito e está na semifinal do Rio Open

21.Fev.2015

O espanhol Rafael Nadal continua firme na busca pelo bicampeonato do Rio Open apresentado pela Claro. O atual número 3 do ranking mundial deixou para trás, na madrugada deste sábado, o uruguaio Pablo Cuevas, melhor sul-americano do circuito na 23ª posição, com a vitória, de virada, por 2 sets a 1, com parciais de 4/6, 7/5 e 6/0.

O adversário deste sábado será o italiano Fabio Fognini, que precisou de nove match points para eliminar o argentino Federico Delbonis por 6/4, 6/7 (10) e 7/6 (9). Nadal entrou em quadra à 1h da manhã, depois de um dia em que todos os jogos da quadra central foram para o terceiro set e tiveram mais de duas horas de duração. A rodada começou às 13h e o jogo de Nadal terminou às 3h19.

A partida entre Nadal e Fognini será disputada após a outra semifinal deste sábado, marcada para as 17h, entre o  austríaco Andreas Haider-Maurer e o espanhol David Ferrer, cabeça de chave número 2. Haider-Maurer venceu o brasileiro João Souza , o Feijão, por 2 sets a 1, com parciais de 7/6 (4), 1/6 e 6/4, e o número 9 do mundo eliminou o argentino Juan Monaco por 6/3, 4/6 e 6/2.

Nadal encontrou um adversário difícil nas quartas de final. Cuevas chegou ao Rio com o troféu do Brasil Open na bagagem. O uruguaio fez um bom jogo contra o nove vezes campeão de Roland Garros, saindo na frente, mas sentiu quando o espanhol empatou o segundo set, e acabou derrotado com facilidade na parcial decisiva. "Quero dizer muito obrigado às pessoas que ficaram até agora para me apoiar. Foi um jogo difícil, ele estava jogando bem, foi campeão em São Paulo. Por sorte estou na semifinal, uma vitória muito importante, um grande resultado, que me dá mais confiança".

O dono de 64 títulos na carreira, sendo 14 de Grand Slams, tem retrospecto de quatro vitórias em quatro jogos contra Fognini, atual 28º colocado no ranking e que já foi o 13º no ano passado. Nesta temporada, Fognini foi campeão de duplas no Aberto da Austrália, ao lado do compatriota Simone Bolelli. O italiano fez um jogo de mais de três horas com Delbonis, mas acha que estará bem para o confronto desde sábado. "Foi um jogo muito louco. Estou feliz, mas quero muito descansar. Ele (Nadal) vai jogar muito tarde. Espero que fique em quadra muito tempo. Agora quero descansar, comer e me recuperar o máximo possível" , disse o italiano, que no Rio Open do ano passado caiu nas quartas de final.

Compartilhe