Rafael Nadal tem trabalho com jovem compatriota, mas avança às quartas do Rio Open

20.Fev.2015

Principal favorito ao título do Rio Open apresentado pela Claro, Rafael Nadal teve uma segunda rodada dura contra o também espanhol Pablo Carreño Busta. O número 3 do mundo foi muito exigido pelo jogador de 23 anos, mas o atual campeão do torneio venceu com parciais de 7/5 e 6/3, nesta quinta-feira, após duas horas de confronto.

“Foi um jogo complicado, mas positivo. Joguei bem em alguns momentos, em outros nem tanto. É um rival difícil, que jogou de forma agressiva e com decisão nos momentos importantes. Nós nos conhecemos bem. Talvez tenha faltado um pouco de tranquilidade em alguns momentos e isso impediu que o jogo tenha sido mais cômodo. Mas ganhar qualquer partida é sempre importante”.

Nadal enfrenta o uruguaio Pablo Cuevas pelas quartas de final, na última partida programada para esta sexta-feira, por volta de 21h. O cabeça de chave 6 passou pelo espanhol Albert Montañes por duplo 6/2 e segue embalado no Brasil, após conquistar o título em São Paulo.

Promessa do tênis espanhol, Carreño Busta mostrou desde o início que Nadal não teria vida fácil. A maioria dos games foi para “iguais”, alternando game points e chances de quebra. Após salvar três set points sacando em 4/5, Carreño Busta não resistiu no 11º game e perdeu o serviço: 7/5 para Nadal. O segundo set também foi equilibrado até o favorito levar a quebra necessária no oitavo game para selar a vitória.

O italiano Fabio Fognini também está garantido nas quartas de final após superar o espanhol Pablo Andujar, por 6/3 e 6/2. O quarto favorito ao título lutará por uma vaga na semifinal também nesta sexta, contra o argentino Federico Delbonis, que despachou o eslovaco Martin Klizan, com parciais de 6/2 e 6/1.

Pela chave masculina, Feijão enfrentará pela primeira vez na carreira Haider-Maurer, apesar de os dois terem disputado os mesmos torneios em diversas oportunidades. Semifinalista em São Paulo na última semana, o brasileiro chegou embalado no  Rio. O número 88 do ranking mundial derrotou com facilidade o argentino Facundo Arguello na estreia e venceu uma batalha de três horas de duração contra o esloveno Blaz Rola na segunda rodada.


Bruno Soares e parceiro batem algozes e repetem semifinal

O mineiro Bruno Soares e o austríaco Alexander Peya estão classificados para a semifinal do Rio Open pelo segundo ano consecutivo. A dupla cabeça de chave 1 derrotou o argentino Diego Schwartzman e o italiano Paolo Lorenzi, por 7/5 e 6/1. O duelo pela vaga na final será contra o espanhol Pablo Andujar e o austríaco Oliver Marach, nesta sexta, no último jogo da quadra 1. Andujar e o Marach eliminaram os brasileiros André Sá e Feijão nesta quinta, por 6/3 e 6/2.

Favoritos ao título, Bruno e Peya não vencem um torneio desde agosto do ano passado. O brasileiro minimizou o momento. "Por dois anos, raramente perdíamos numa primeira rodada, jogamos várias finais. Acho que é normal ter uma curva para baixo, estamos lidando bem com isso, e os bons resultados estão voltando".

Compartilhe