Verdasco mantém embalo no Rio Open e disputa final inédita contra argentino Schwartzman

24.Fev.2018

O espanhol Fernando Verdasco segue imbatível no Rio Open apresentado pela Claro. O cabeça de chave número 8 venceu o italiano Fabio Fognini, neste sábado, por 2 sets a 0, com parciais de 6/1 e 7/5, e vai disputar a final inédita contra o argentino Diego Schwartzman, neste domingo. O ex-número 7 do mundo jogou e venceu também na noite de sábado a final da duplas. A decisão da quinta edição do maior torneio de tênis da América do Sul será neste domingo, às 17h, na quadra Guga Kuerten, no Jockey Club Brasileiro. Schwartzman venceu na semifinal a sensação chilena Nicolas Jarry por 7/5 e 6/2. O campeão do Rio Open somará 500 pontos no ranking e receberá premiação de aproximadamente R$ 1,2 milhão. Os ingressos estão à venda no site www.tudus.com.br/rioopen .

A final do Rio Open será a segunda de Verdasco em um torneio nível 500 - venceu em Barcelona 2010. Para Schwartzman será a primeira vez. Até então, o melhor resultado do argentino no Rio Open foi quartas de final no ano passado. Verdasco faz sua estreia no ATP 500 do Rio. Nas quartas, eliminou o austríaco Dominic Thiem, último campeão, e neste sábado, Fognini, vice-campeão em 2015. Além do sucesso nas simples, conquistou o título nas duplas.

O canhoto de 34 anos venceu fácil o primeiro set, em 22 minutos. No segundo houve mais equilíbrio, e Fognini teve a chance de levar a partida para o tiebreak, mas permitiu a quebra do saque, e viu Verdasco comemorar a passagem para a final.

"Está sendo uma semana incrível, eu já queria vir para o Rio há muito tempo e agora está tudo perfeito. Amanhã a final contra o Schwartzman vai ser muito dura, ele é um jogador completo e consistente, com ótimos golpes de fundo de quadra", previu o espanhol que ainda largou um "obrigado galera" antes de sair da quadra central para descansar e voltar na decisão de duplas.

Já a partida entre o "baixinho" Schwartzman (1,70m) e o grandalhão Jarry (1,98m) foi o contrário. Equilibrada no primeiro set e tranquila no segundo. Depois de ter um pouco de dificuldade na hora de fechar, Schwartzman fez 7/5 6/2 para chegar a sua primeira final de um ATP 500.

"Foi um jogo duro, no primeiro set demorei para entrar na partida, ele sacou muito bem. Na hora de fechar, fiquei nervoso, mas consegui. No segundo, acho que melhorei, fui mais sólido e minha devolução também subiu de nível", disse o argentino de 25 anos, cabeça de chave nº 4 do torneio, que vive sua melhor temporada e com a passagem para a final entrará para o top 20.

"Foi uma semana especial, feliz por disputar uma semifinal de um ATP 500, ganhar posições no ranking, mas triste porque tive muitos erros hoje. O primeiro set poderia ir para os dois lados, mas no segundo minha intensidade caiu, cometi muitos erros", disse Jarry, que em seu caminho para chegar na semifinal venceu o top 20 espanhol Albert Ramos Vinolas e o uruguaio Pablo Cuevas, campeão de 2016.

Schwartzman tem um título na carreira, o ATP 250 de Istambul, em 2016. Já Verdasco, atual 40º do mundo, soma sete títulos. No confronto direto, o argentino venceu o único jogo que fizeram. "É um jogador experiente, que já disputou final de grandes torneios, então tenho que me preparar para um jogo muito duro. A cada vitória minha confiança aumenta, espero estar bem para conquistar um título no Brasil", disse o argentino.

 

Compartilhe