Verdasco faz jornada dupla e conquista título com parceiro Marrero no Rio Open

25.Fev.2018

Menos de uma hora depois de conquistar a vaga na final de simples, o espanhol Fernando Verdasco fez jornada dupla neste sábado para garantir seu primeiro título do Rio Open apresentado pela Claro. Ao lado do compatriota David Marrero venceu o croata Nikola Mektic e o austríaco Alexander Peya, de virada, por 2 sets a 1, com parciais de 5/7, 7/5 e 10/8, e conquistou o título inédito da chave de duplas do ATP 500 do Rio. Neste domingo, Verdasco busca o troféu de simples contra o argentino Diego Schwartzman, a partir das 17h. Os ingressos estão à venda no site www.tudus.com.br/rioopen . A dupla espanhola recebeu premiação de R$ 359 mil e vai somar 500 pontos no ranking. O troféu dos campeões foi concebido pelo premiado designer de joias Antonio Bernardo.

Verdasco e Marrero já tinham outros seis títulos juntos, incluindo o ATP Finals de 2013. Foi a primeira vez que eles venceram no Rio, e o troféu é o terceiro da dupla de um torneio nível 500 - já conquistaram Acapulco e Hamburgo. Marrero foi vice-campeão no Rio em duas oportunidades - 2014, com o brasileiro Marcelo Melo, e 2016, com o espanhol Pablo Carreño Busta. O curioso é que a dupla espanhola entrou na chave como lucky loser, depois da desistência da parceria formada pelo uruguaio Pablo Cuevas e o espanhol Carreño Busta.

Animado com o título, e a cada dia mostrando grande simpatia pelo Brasil, Verdasco quer encerrar a semana com mais um troféu. "Foram jogos difíceis, me desgastei, mas o bom é que os venci e chego na final individual com ainda mais confiança. Espero vencer amanhã para ter a melhor recordação possível do Rio. Me identifico muito com o Brasil, tenho muitos amigos aqui que me dizem que tenho sangue brasileiro", disse o jogador de 34 anos.

Marrero agradeceu o parceiro na conquista do título. "Fernando fez um sacrifício extra nesses dias para conquistarmos esse título. É muito especial ganhar esse troféu com ele, em um dos melhores torneios do circuito. Passei por problemas pessoais nos últimos anos, então essa conquista tem um sabor diferente", disse.

Assim como na vitória sobre o brasileiro Bruno Soares e o britânico Jamie Murray, na semifinal, Verdasco entrou embalado pelo resultado nas simples. Depois de vencer o italiano Fabio Fognini, o espanhol descansou por 45 minutos e retornou à quadra Guga Kuerten. Os espanhóis tinham vencido Mektic e Peya na semana passada em Buenos Aires, na primeira rodada do torneio, mas encontraram mais dificuldades no Rio. Peya e Mektic venceram o primeiro set, e tinham vantagem de 4 a 1 no segundo. Os espanhóis continuaram acreditando e buscaram o empate. No match tie-break, Verdasco brilhou e fez a diferença na conquista do troféu. 

 

Compartilhe