O Rio Open apresentado pela Claro hdtv terá mais três brasileiros garantidos na disputa do qualifying, que acontecerá neste final de semana no Jockey Club Brasileiro, no Rio de Janeiro, com entrada gratuita para o público.
Na chave masculina do ATP 500 com premiação total de US$ 1,309,707 milhão, Rogério Dutra Silva foi agraciado com um convite e se une a Marcelo Zormann na busca de uma das quatro vagas na chave principal do maior torneio da América do Sul. 
 
Rogerinho é o atual número 3 do Brasil noranking mundial, ocupando o 151o posto da lista. Além dos 13 títulos entre Futures e Challengers, que conquistou, viveu um dos grandes momentos da carreira no último US Open, quando passou o qualifying, derrotou o canadense Vasek Pospisil na estreia e perdeu para Rafael Nadal na segunda rodada. Na temporada passada, Rogério chegou ao seu melhor ranking, 84o , e por um período foi o melhor brasileiro da lista.
“Fico feliz com o convite, por poder participar de um torneio desta magnitude e vou colocar todas as minhas forças para retribuir esse convite com vitórias”, disse o brasileiro.
No último final de semana, Rogério sentiu mal estar e abandonou o quali do ATP de Buenos Aires, mas o calor do Rio não será problema para o atleta que vai enfrentar um duro qualifying, com as presenças já confirmadas de Leonardo Mayer, argentino vice-campeão do ATP de Vina delMar, o francês Stephane Robert e o espanhol Albert Ramos, entre outros.
 
“ Lá foi um dia atípico, sigo treinando forte como vinha antes e aos poucos vou retomando minha melhor forma”, completou Dutra Silva.
O Diretor  do torneio, Luiz Carvalho, já anunciou dois convites para a chave principal: Thomaz Bellucci e João Olavo Souza, o Feijão. Eles estarão ao lado de nomes como Rafael Nadal, líder do ranking mundial, DavidFerrer, 5o colocado e outros 10 top 50.
 
FEMININO
O Rio Open apresentado pela Claro hdtv é o único torneio do continente a reunir um ATP 500 e um WTA Internacional. Na chave feminina, que terá premiação de US$ 250 mil, o Brasil será representado pela número um do Brasil e atual 92a do ranking, Teliana Pereira e Paula Gonçalves. No qualifying, Gabriela Cé e Luisa Stefani ganharam convite para disputar uma das seis vagas na chave. A gaúcha Cé, 21 anos, é a quartamelhor tenista do País no ranking e está em grande momento da carreira. No final de 2013 ganhou três torneios ITF seguidos e ficou 18 partidas invicta. Fez parte da equipe brasileira que ganhou o zonal da Fed Cup no último final de semana.
“ É ótimo ter essa experiência, jogar um torneio desse porte. Adoro jogar no Brasil, com torcida, e espero disfrutar ao máximo a oportunidade. É uma experiência que nunca vivi, então quero aprender tudo que puder”, disse Cé.
 
Luisa Stefani ainda é juvenil e treina nos Estados Unidos. Campeã dos principais torneios juvenis realizados no Brasil em 2013- Banana Bowl e Copa Gerdau-,  em seu primeiro torneio profissional no ano passado, chegou à semifinal. É treinada pelo técnico inglês Peter Billingham e aos 16 anos já é a 97a doranking mundial de 18 anos e tem um ponto no circuito profissional.
“Estava focando nos estudos e nos treinamentos para chegar bem no Banana Bowl e Gerdau, e tentar uma vaga nosGrand-Slams juvenis no meio desse ano. Daí recebi o convite e foi tudo muito rápido. 
Vai ser a primeira vez que euparticiparei em um evento desse porte e é ainda mais especial sendo no Brasil. Então o meu objetivo agora é tentar qualificar para a chave principal”, comentou Stefani.
 
O qualifying acontece nos dias 15 e 16 defevereiro, próximo final de semana, com entrada gratuita para o público.
Share this post on: