Não categorizado

Novos ingressos são disponibilizados para o público Grandes jogos definiram as semifinais da Maria Esther Bueno Cup, nesta sexta-feira em São Paulo. A última rodada da fase de grupos classificou Felipe Meligeni Alves e Orlando Luz, que se unem a Thiago Wild e Rafael Matos nos jogos deste sábado, a partir das 12 horas, na Sociedade Harmonia de Tênis. A organização disponibilizou mais ingressos para as partidas de amanhã e domingo, inclusive para aqueles que já haviam adquirido os 3 tickets. Para assistir Felipe Meligeni x Rafael Matos e Orlando Luz x Thiago Wild, em busca de vaga na decisão de domingo, além do ticket para a final, também disponível, o interessado deve acessar https://checkout.tudus.com.br/maria-esther-bueno-cup/selecione-seus-ingressos. Ingressos limitados. Thiago Wild, classificado para a semi por antecipação, hoje venceu Gilbert Klier por WO. Klier se retirou em consequência de uma lesão no menisco. Atual campeão da MEB Cup, Wild quer repetir o feito e se garantir na chave principal do Rio Open, ATP 500 que acontece em fevereiro no Jockey Club do Rio de Janeiro. O prêmio e a Maria Esther Bueno Cup foram idealizados para incentivar a nova geração- até 23 anos- do tênis nacional e através dele Wild jogou seu primeiro ATP na capital fluminense. O vice-campeão ganha convite para o qualfiying do torneio que hoje anunciou a participação do italiano Matteo Berrettini, número 8 do ranking mundial e com a presença já confirmada de Dominic Thiem, o evento contará em 2020 com dois top ten. Neste sábado Wild entra em quadra contra Orlando Luz, que se recuperou da derrota de ontem e ganhou de João Lucas Reis por 6/1 6/3, passando para o grupo dos quatro semifinalistas. “Torneio de

Continue Reading

 Like
Italiano Matteo Berrettini se junta a Thiem no maior torneio da América do Sul O Rio Open apresentado pela Claro contará mais uma vez com dois top 10 em seu line-up. Na edição de 2020, além do austríaco Dominic Thiem, atual número 4, o torneio carioca terá a estreia do oitavo melhor tenista do mundo, o italiano Matteo Berrettini. Um dos fenômenos desta temporada, Berrettini também se junta a Diego Schwartzman e Borna Coric na sétima edição do maior torneio de tênis da América do Sul, que acontecerá entre 15 e 23 de fevereiro no Jockey Club Brasileiro. A pré-venda de ingressos para clientes Claro e Santander vai até 2 de dezembro, dia em que começa a venda geral.Aos 23 anos, Berrettini começou o ano na 54ª colocação do ranking. Campeão dos ATP 250 de Budapeste e Stuttgart, o italiano viu a guinada de sua carreira acontecer na histórica campanha no US Open, chegando na semifinal ao derrotar nomes como Gael Monfils e Andrey Rublev no caminho e se tornando o primeiro italiano em 40 anos a chegar neste estágio do Grand Slam norte-americano. O grande ano também resultou na estreia de Berrettini no ATP Finals, torneio que reúne os oito melhores tenistas da temporada em Londres, na Inglaterra, e na melhor colocação de sua carreira, figurando na oitava posição do ranking da ATP.Neto de brasileira, será a primeira vez que Berrettini disputará um torneio como profissional no país. Dono de um jogo poderoso e em sua superfície favorita, o italiano espera ter um bom resultado no Rio de Janeiro. "Estou super feliz de jogar no Brasil pela primeira vez. Ouvi muitas coisas boas sobre o Rio e não posso

Continue Reading

 1
Luz, Reis, Meligeni e Pucinelli decidem nesta sexta as outras 2 vagas. Jogos acontecem a partir das 18h na Sociedade Harmonia de Tênis Depois de um dia sem partidas por conta da chuva, os tenistas voltaram a disputar nesta quinta-feira vaga na chave principal do Rio Open 2020, oferecida ao campeão da Maria Esther Bueno Cup. O vice-campeão ganha vaga no qualifying do ATP 500, em fevereiro, no Rio de Janeiro. Além de Dominic Thiem, 4o da ATP e Borna Coric, hoje foi confirmada a presença no maior torneio de tênis da América do Sul, do Diego Schwartzman, argentino 14o do mundo. Com o objetivo de incentivar a nova geração do tênis nacional, a Maria Esther Bueno Cup reúne oito tenistas brasileiros até 23 anos na Sociedade Harmonia de tênis, clube onde a maior tenista do país foi criada. Divididos em dois grupos de quatro, onde todos jogam entre si, os dois melhores de cada grupo fazem a semifinal no sábado e a final, no domingo. Thiago Wild, atual campeão e Rafael Matos, vice-campeão de 2018 garantiram, antecipadamente, duas vagas na semifinal. "Foi uma ótima exibição, joguei muito bem, sólido, seguro. Boa partida para deslanchar no torneio e seguir firme para a semifinal. Mais um passo rumo a vaga no Rio open", comentou Wild. Ele venceu Felipe Meligeni por 6/3 e 6/3, somando duas vitórias no Grupo Alcides Procopio, enquanto Meligeni ficou com uma vitória e uma derrota. Matheus Pucinelli está também com uma vitória, a de hoje sobre Gilbert Klier Jr por 6/3 6/0 e uma derrota, justamente para Wild. O confronto direto entre os dois definirá a segunda vaga do grupo. “Foi um jogo muito bom desde o

Continue Reading

 Like
Nova geração entra em quadra a partir das 18 horas, em São PauloA segunda edição da Maria Esther Bueno Cup começa nesta terça-feira, na Sociedade Harmonia de Tênis, com a participação da nova safra de jogadores brasileiros até 23 anos. Realizada em homenagem à tenista brasileira e uma das maiores da história do esporte mundial, campeã de 19 Grand Slams, e disputada em seu clube e cidade natal, a MEB Cup é uma iniciativa do Rio Open para incentivar a nova geração do tênis nacional, dando ao campeão a chance de disputar a chave principal de um ATP 500 e ao vice, uma vaga no qualifying. O Rio Open acontece entre 15 e 23 de fevereiro, no Jockey Club Brasileiro, e já tem o número 5 do mundo, o austríaco Dominic Thiem, o argentino Diego Schwartzman e o croata Borna Coric, a novidade do torneio e integrante da nova geração do tênis, confirmados em seu line-up. “Além do incentivo que o Rio Open oferece ao premiar o campeão com convite na chave, também propiciamos mais uma competição, uma oportunidade por mérito deles, de estar em quadra mostrando seu talento. Esta é uma das melhores gerações do tênis brasileiro dos últimos tempos, com um grande volume de tenistas em condições de chegar ao top 100. E os números comprovam isso", disse Luiz Carvalho, diretor do torneio. "Todos eles tiveram uma ótima evolução no ranking de 2018 até agora, principalmente o Klier, que subiu mais de 900 posições e o Thiago Wild, que conquistou o primeiro Challenger da carreira e já é o terceiro melhor brasileiro na ATP", finalizou Carvalho. Os oito tenistas foram divididos em dois grupos: Grupo Alcides Procópio, com

Continue Reading

 Like
  A sétima edição do Rio Open apresentado pela Claro, entre 15 e 23 de fevereiro de 2020, no Jockey Club Brasileiro, tem seu primeiro jogador confirmado: o austríaco Dominic Thiem. Número 5 do mundo e vice-campeão de Roland Garros nos últimos dois anos, o tenista de 26 anos participa da competição pela quinta vez seguida.   Desde o início do evento, em 2014, o Rio Open trouxe jogadores do top 10 do ranking mundial para o público brasileiro. Em 2019, o vencedor foi o sérvio Laslo Djere, em final contra a sensação do ano, o canadense Felix Auger-Aliassime. A última edição recebeu 50 mil espectadores.   Thiem faturou o Rio Open em 2017 e tem a expressiva marca de 14 troféus na carreira, 10 deles no saibro. O austríaco é considerado o melhor especialista na superfície depois do Rei do Saibro, o espanhol Rafael Nadal, que também venceu o maior torneio da América do Sul em 2014.   A temporada de 2019 de Thiem tem grandes resultados, com destaque para mais uma decisão em Roland Garros. Na semifinal, o austríaco derrotou Novak Djokovic em um dos melhores jogos do ano. Ele também conquistou seu primeiro título de Masters 1000 na quadra dura de Indian Wells, com vitória sobre Roger Federer na final. Outros troféus em 2019 vieram agora no ATP 500 de Beijing e no primeiro semestre, no ATP 500 de Barcelona e no ATP 250 de Kitzbuhel. Com essas campanhas, Thiem se classificou para o ATP Finals, torneio que reúne os oito melhores da temporada, pela quarta vez consecutiva.  "Estou vivendo um ano muito importante na minha carreira, mas já pensando em 2020, fico feliz de confirmar o meu retorno ao

Continue Reading

 3
Foto: Luis Robayo/AFP/Getty Images O tênis foi um dos destaques da grande campanha do Brasil nos Jogos Pan-Americanos de Lima. O medalhista de ouro, João Menezes, seria o principal cabeça de chave da Maria Esther Bueno Cup de 2018, valendo vaga para o Rio Open, mas se machucou antes da competição. Com o título em Lima, Menezes conquistou uma vaga na Olimpíada de Tóquio, em 2020, garantindo a participação brasileira na chave de simples masculina. O mineiro de 22 anos também disputará o qualifying do US Open nesta semana e pode ser um dos brasileiros no Rio Open de 2019. No feminino, a família Meligeni mostrou novamente que tem o Pan em seu DNA. Carolina Alves, sobrinha do medalhista de ouro dos Jogos de de Santo Domingo (2003) fez semifinal em simples e foi bronze nas duplas com Luisa Stefani.
 1
Foto: Minas Panagiotakis/Getty Images A ascensão do canadense Felix Auger-Aliassime continua no circuito mundial. Nesta semana, o tenista de 19 anos entrou no top 20 do ranking. O vice-campeão do Rio Open ocupa a 19ª colocação e será cabeça de chave no US Open. Auger-Aliassime foi semifinalista em Miami, finalista em Lyon e Stuttgart e semifinalista em Queen's, mostrando sua versatilidade em todos os pisos. No entanto, a busca pelo primeiro titulo de ATP continua para o prodígio canadense.
 Like
Foto: Matthew Stockman/Getty Images Último Grand Slam da temporada, o US Open começa na próxima segunda (26) com um candidato relevante ao título fora do Big 3. O russo Daniil Medvedev, de 23 anos, viveu semanas espetaculares, com vice-campeonatos no ATP 500 de Washington e no Masters 1000 de Montreal, e o seu primeiro título de Masters em Cincinnati. Medvedev é o número 5 do mundo, atrás apenas do Big 3 (Novak Djokovic, Rafael Nadal e Roger Federer) e de Dominic Thiem. No primeiro semestre, ele já havia mostrado a que veio, com semifinal em Monte Carlo e final em Barcelona. Em Cincinnati, Medvedev derrotou Djokovic na semifinal de virada, com uma apresentação irretocável no terceiro set. O russo é o tenista com mais vitórias na temporada (44) e na quadra dura (31). Além disso, tornou-se o primeiro russo a entrar no top 5 desde Nikolay Davydenko. Medvedev é o campeão de Cincinnati mais novo desde Andy Murray, que tinha 21 anos quando venceu em 2008.
 Like
Foto: Douglas Miller/Keystone/Getty Images O ano de 2019 também é importante para a história do tênis brasileiro em Wimbledon. O primeiro título de simples de Maria Esther Bueno no torneio completou 60 anos. No dia 4 de julho de 1959, nossa rainha venceu o torneio mais tradicional do mundo ao derrotar a americana Darlene Hard por 6/4 e 6/3. O torneio de Wimbledon relembrou o aniversário com um vídeo da final, que destacava o vestido ousado da "bailarina do tênis" e a premiação em que ela recebeu o troféu das mãos da Duquesa de Kent. Maria Esther viria a ganhar o título de simples de Wimbledon mais duas vezes, em 1960 e 1964, além de conquistar o tetracampeonato do US Open. Sem mencionar os títulos de duplas, categoria que fez a brasileira alcançar a marca de 19 troféus de Grand Slam.
 Like
Foto: AELTC/Tim Clayton As últimas semanas foram de bons resultados para o casal Thiago Monteiro e Bia Haddad Maia. Os brasileiros entraram no top 100 do ranking mundial e assim garantiram a entrada direta no US Open, sem a necessidade de disputar o qualifying. Monteiro conquistou o terceiro título de challenger da carreira na última semana no saibro de Braunschweig, na Alemanha. O cearense também havia passado pelo qualifying em Wimbledon, onde enfrentou o japonês Kei Nishikori na primeira rodada da chave principal. Bia superou o quali em Londres e conseguiu a maior vitória de sua carreira em seguida. A paulista derrotou Garbiñe Muguruza, campeã de Wimbledon e de Roland Garros, por sets diretos. Mesmo parando na segunda rodada, Bia subiu o suficiente para confirmar sua presença no último Slam do ano.
 Like