Slider-pt

O croata Borna Coric venceu o italiano Lorenzo Sonego por 2 sets a 0, com parciais de 7/6 (5) e 6/3, nesta sexta-feira, e garantiu um lugar na semifinal do Rio Open apresentado pela Claro. O adversário deste sábado, às 17h, na quadra central, será o chileno Cristian Garin, que eliminou o argentino Federico Coria por 2/6, 6/3 e 7/5. Devido à chuva que caiu no Rio, os outros dois jogos das quartas de final foram interrompidos e adiados para este sábado, às 14h. O austríaco Dominic Thiem perdeu o primeiro set para o italiano Gianluca Mager por 7/6 (4) e está em desvantagem no segundo, por 2 a 1. Na outra partida, o espanhol Pedro Martinez venceu o primeiro set contra o húngaro Attila Balazs por 6/2 e o segundo está empatado por 2 a 2. Quem vencer fará a outra semifinal, também neste sábado, na sequência do confronto entre Coric e Garin. Apesar da sessão desta sexta-feira, dia 21, ter sido validada, a organização do Rio Open permitirá a troca de ingressos de hoje para quem quiser acompanhar os jogos deste sábado, dia 22. Para isso, o mesmo deve ser trocado, diante disponibilidade, na bilheteria do Jockey, a partir das 12h. É preciso que a troca seja feita, presencialmente, pelo titular da compra (nome que consta no ingresso), com apresentação do mesmo e documento com foto. Os ingressos do tipo promocional, cortesia, corporativo ou de gratuidade não são sujeitos a troca. As semifinais de duplas também foram adiadas. Os brasileiros Felipe Meligeni e Thiago Monteiro perderam o primeiro set para o argentino Horacio Zeballos e o espanhol Marcel Granollers por 7/6 (6) e voltam à quadra neste sábado, às 16h,

Continue Reading

 3
O chileno Cristian Garin venceu o argentino Federico Coria, de virada, por 2 sets a 1, com parciais de 2/6, 6/3 e 7/5, nesta sexta-feira, e garantiu um lugar na semifinal do Rio Open apresentado pela Claro. O adversário do cabeça de chave número 3 sairá da partida entre o croata Borna Coric e o italiano Lorenzo Sonego. A vitória de Garin sobre Coria foi a sétima seguida do chileno, campeão em Córdoba há duas semanas. Curiosamente, dessas sete vitórias, cinco foram de virada. O jogo desta sexta teve duas interrupções por causa da chuva. "Comecei o jogo desconcentrado e fui melhorando. As interrupções por causa da chuva acabaram me ajudando a me concentrar de novo. O terceiro set foi bem disputado, ele jogou muito bem, e fiquei feliz por ter vencido uma partida dura, em condições diferentes das outras, quando estava mais quente", disse o chileno. Garin, de 23 anos, vive a melhor fase da carreira, ocupando o 25º lugar no ranking, com três títulos conquistados nós últimos 11 meses, e a campanha no Rio vai deixá-lo ainda mais perto do top 20. "Depois do título em Córdoba decidimos não jogar na semana seguinte e acho que foi acertado. Cheguei mais descansado no Rio, e confiante pelo resultado anterior", disse o jogador que faz sua melhor campanha no Rio Open em três participações. Mesmo derrotado, Coria saiu satisfeito pela campanha que fez no Rio - pela primeira vez disputou quartas de final de um torneio nível ATP. "Estou chateado agora porque não queria que essa semana terminasse. Foi com certeza a melhor semana da minha vida. Ele é um grande jogador, e essa partida me deu confiança de que

Continue Reading

 2
O austríaco Dominic Thiem e o croata Borna Coric tiveram trabalho, mas venceram seus jogos nesta quinta-feira e estão nas quartas de final do Rio Open apresentado pela Claro. O número 4 do ranking mundial derrotou o espanhol Jaume Munar, de virada, por 6/7 (5), 6/3 e 6/4, em 2h41. Já Coric, um dos destaques da nova geração, eliminou o brasileiro Thiago Wild por 6/3, 1/6, 7/6 (5), em 2h19. Os dois voltam a jogar nesta sexta, pelas quartas de final. Thiem enfrentará o italiano Gianluca Mager, no terceiro jogo da quadra central. Coric pega outro italiano, Lorenzo Sonego, no segundo jogo da rodada, que começa às 15h, com a partida entre o chileno Cristian Garin e o argentino Federico Coria. Os ingressos do Rio Open podem ser adquiridos no site www.tudus.com.br/rioopen. Restam poucas unidades. O público que vier ao Rio Open nesta sexta terá boa oferta de música dentro e fora das quadras. A recepção ficará por conta do duo Digga Digga Duo, com um resgate de canções das décadas de 20 e 30. A quadra central irá receber o saxofonista Rodrigo Sha nos intervalos das partidas, além de participações fora de quadra. Thiem, vice-campeão do Australian Open em janeiro e campeão no Rio em 2017, tinha duas vitórias sobre Munar, que treina na academia de Rafael Nadal. Mesmo com o bom retrospecto encontrou dificuldades para superar o rival. "Jaume fez uma boa partida e não me deu pontos de graça. Não estou na mesma forma que estava na Austrália, o que é normal. Não jogava no saibro desde agosto passado. O que importa é que ganhei, e que lutei do primeiro ao último ponto", disse o jogador, que está

Continue Reading

 4
A rodada das quartas de final do Rio Open começa nesta sexta, às 15h, na quadra central, com a partida entre o chileno Cristian Garin, cabeça de chave número 3 do torneio, contra o argentino Federico Coria. O chileno vive a melhor fase da carreira, ocupando o 25º lugar no ranking, com três títulos conquistados nós últimos 11 meses. Vem de seis vitórias seguidas, e enfrentará pela primeira vez Coria em um torneio nível ATP. Eles jogaram um challenger em Buenos Aires, em 2017, com vitória de Garin. Coria é o irmão mais novo de Guillermo, vice-campeão de Roland Garros e ex-número 3 do mundo. Disputa pela primeira vez uma quartas de final de um torneio nível ATP. Em outro jogo desta sexta, valendo vaga na semifinal, o húngaro Attila Balazs, que entrou na chave como lucky looser, enfrenta o espanhol Pedro Martinez, que veio do qualifying, no último jogo da rodada. Balazs chegou a se retirar das quadras em 2014, mas voltou a jogar dois anos depois. Já o espanhol de 22 anos nunca havia ganho uma partida em torneios ATP até este ano. Agora já tem cinco vitórias e três derrotas.
 3
O Brasil colocou três representantes nas semifinais da chave de duplas do Rio Open apresentado pela Claro. O favorito Marcelo Melo e seu parceiro, o polonês Lukazs Kobut, venceram o tcheco Roman Jebavy e o eslovaco Igor Zelenay por 6/4 e 6/2, nesta quinta, e enfrentam nesta sexta os italianos Salvatore Caruso e Federico Gaio, no segundo jogo da quadra 1. Já Thiago Monteiro e Felipe Meligeni derrotaram Orlando Luz e Rafael Matos por 6/3 e 7/6 (7), e encaram o espanhol Marcel Granollers e o argentino Horácio Zeballos, às 17h. Os italianos Caruso e Gaio eliminaram Bruno Soares e o croata Mate Pavic por 6/4, 4/6 e 10/4, nesta quinta. "Não nos sentimos bem em quadra, é uma pena perder na frente dessa torcida mais uma vez", disse Bruno, que foi semifinalista cinco vezes no Rio Open. Melo foi vice-campeão, em 2014, em parceria com o espanhol David Marrero. "Jogamos muito bem hoje, mostramos mais consistência e mantivemos o ritmo do início ao fim", disse Melo. Monteiro e Meligeni, derrotados na chave de simples, receberam convite para jogar duplas no Rio Open. Na semifinal enfrentarão os favoritos Granollers e Zeballos, especialistas de duplas. Zeballos é o terceiro do ranking mundial e já disputou a semi no Rio em 2017 e 2018. "Estamos jogando bem, nos entendendo em quadra. Eles são os favoritos, mas entraremos na semi confiantes depois desses dois jogos", disse Meligeni.
 1
Depois de fazer história na primeira rodada doRio Open apresentado pela Claro o jovem espanhol Carlos Alcaraz foi eliminado pelo argentino Federico Coria por 6/4, 4/6 e 6/4. O garoto de 16 anos  e oito meses deixa o Rio Open com a marca de ser o mais jovem a vencer uma partida de ATP 500 desde que a série foi criada em 2009. "Foi uma grande experiência jogar com tenistas desse nível, aprendi muito jogando aqui e, mesmo perdendo, vou levar esse aprendizado para os próximos torneios", disse Alcaraz. Já Coria se emocionou com o triunfo que o colocou nas quartas de final do torneio carioca. "Não quero acordar deste sonho. Essa vitória significa tudo para mim. Não quero me adiantar mas talvez meu sonho de entrar para o Top 100 se concretize depois desta semana no Rio. Eu sonho com isso e com jogar Roland Garros. Se estes dois sonhos se realizarem será muito mais do que sempre sonhei", disse o argentino, irmão mais novo de Guillermo, ex Top 10 do mundo e finalista de Roland Garros em 2004. O adversário de Coria nas quartas será o chileno Cristian Garin, cabeça de chave número 3, que passou pelo argentino Federico Delbonis por 6/4 e 6/3. O chileno vive a melhor fase da carreira, ocupando o 25º lugar no ranking, com três títulos conquistados nós últimos 11 meses.
 3
Como já é tradição, a quadra 1 ferveu com a vitória do brasileiro Bruno Soares e seu parceiro, o croata Mate Pavic, sobre o argentino Andres Molteni e o italiano Lorenzo Sonego por 6/7(4), 6/3 e 11/9. Eles salvaram quatro match points e voltam a jogar nesta quinta contra os italianos Salvatore Caruso e Federico Gaio, no terceiro jogo da quadra 1. Bruno e Pavic estão juntos desde o meio da temporada passada, e o croata participa do Rio Open pela primeira vez. "O Bruno me contou como seria jogar com a torcida brasileira nos apoiando. A atmosfera da quadra foi incrível, parecia que estávamos numa Copa Davis", disse Pavic. O brasileiro comentou a vitória de virada. "Era para ter sido mais fácil, mas no fim valeu pela maneira como jogamos na hora decisiva, com a torcida nos incentivando". Derrotado nas simples, Thiago Monteiro venceu nas duplas em parceria com Felipe Meligeni. Eles venceram os belgas Sander Gille e Joran Vliegen por 7/6 (6), 4/6 e 10/3 e farão um duelo brasileiro nesta quinta contra Orlando Luz e Rafael Matos, no segundo jogo da quadra 2.  "Difícil jogar depois de ter perdido, mas era uma partida importante para mim e para ele, e estou feliz de ter ido bem. Tira um pouco a sensação ruim da derrota nas simples", disse Monteiro. "Foi a primeira vez que jogamos juntos, entramos muito bem e estou feliz de conquistar essa vitória no dia do meu aniversário", disse Meligeni, que completou 22 anos nesta quarta. Marcelo Melo e seu parceiro, o polonês Lukasz Kubot, também jogam nesta quinta. Eles enfrentam nas quartas de final, no segundo jogo da quadra 1, o tcheco Roman Jebavy

Continue Reading

 Like
A rodada desta quinta-feira do Rio Open promete. O favorito Dominic Thiem busca vaga nas quartas de final contra o espanhol Jaume Munar, no segundo jogo da rodada noturna, que começa às 19h, na quadra central. Antes de o número quatro do mundo entrar em quadra é a vez de o brasileiro Thiago Wild encarar o croata Borna Coric, às 19h, também na Quadra Guga Kuerten. Thiem estreou com vitória sobre o brasileiro Felipe Meligeni. O austríaco, vice-campeão do Australian Open em janeiro, venceu as duas partidas que fez contra Munar, que treina na academia de Rafael Nadal. "Acho que posso melhorar meu nível de jogo em relação à estreia. Munar é um bom jogador, fizemos jogos equilibrados e, no último, em Barcelona, no ano passado, tive uma boa atuação. Vou ver o vídeo desse jogo para entrar em quadra com a mesma mentalidade", disse Thiem. Depois de fazer o jogo que se tornou o mais longo da história do Rio Open, com 3h50, emocionando a torcida que foi à quadra Guga Kuerten, o brasileiro Wild encara Coric nesta quinta, valendo vaga nas quartas. O croata de 23 anos é um dos nomes da nova geração, já foi o 12º do ranking, e disputa o Rio Open pela primeira vez. Os dois já venceram o torneio juvenil do US Open. Coric em 2013 e Wild em 2018. O brasileiro, que recebeu convite da organização, tem 19 anos e ocupa a 206a posição no ranking. Em busca de bons resultados, depois de sofrer com lesões nos últimos anos, Coric conhece pouco do brasileiro. "Vou fazer minha lição de casa e assistir jogos dele. Mas a vitória na estreia (contra argentino Juan

Continue Reading

 2
O chileno Cristian Garin, cabeça de chave número 3, avançou às quartas de final do Rio Open. O número 25 do ranking mundial venceu o argentino Federico Delbonis por 6/4 e 6/3, nesta quarta-feira. O próximo adversário sairá da partida entre o jovem espanhol Carlos Alcaraz e o argentino Federico Coria. O chileno vive a melhor fase da carreira, com três títulos conquistados nós últimos 11 meses - o último deles em Córdoba semanas atrás. "Joguei melhor hoje do que na estreia, me sinto bem na quadra central, acho que saquei bem, soube variar as jogadas e ser agressivo. Vou ter um dia para descansar e me preparar para a próxima partida", disse o chileno, que gosta de jogar no Brasil. "Tenho boas recordações daqui, fui vice-campeão em São Paulo e espero fazer uma boa campanha aqui no Rio". Em outra partida desta quarta, o espanhol Pedro Martinez venceu seu compatriota Pablo Andujar por 6/1 e 6/4, e aguarda o vencedor do jogo entre o brasileiro Thiago Monteiro e o húngaro Attila Balazs.
 Like
  Como acontece desde a primeira edição em 2014, a visita do ex-número 1 do mundo Gustavo Kuerten ao Rio Open deixa o torneio ainda mais especial. Assediado pelos fãs no Jockey Club Brasileiro, o carismático ex-tenista elogiou as campanhas de Thiago Wild, Felipe Meligeni e Thiago Monteiro, e acredita que o ATP 500 pode ter um campeão brasileiro nos próximos anos. "O torneio só cresce, vem se consolidando a cada ano. Acredito que dessa maneira, quem sabe numa décima edição, um brasileiro tenha chances reais de ganhar o torneio daqui", apostou o tricampeão de Roland Garros, que concedeu entrevista coletiva no evento nesta quarta-feira. "Não que não possa acontecer agora, mas seria mais improvável. Mas vejo que daqui uns anos isso pode se confirmar". Guga ressalta a importância que o Rio Open tem para os brasileiros. "O torneio faz toda diferença para eles. Foi a porta de entrada para o Thiago Monteiro, em 2016, e agora para o Wild, o Meligeni...Jogar no seu país, com a torcida próxima, ajuda no desenvolvimento deles, a dar confiança para o restante da temporada", disse o ex-jogador, de 43 anos. Com a experiência de quem alcançou o topo do ranking mundial - o feito completa 20 anos em dezembro -, Guga falou sobre as chances do austríaco Dominic Thiem de se aproximar dos três maiores nomes do tênis atual, o sérvio Novak Djokovic, o espanhol Rafael Nadal e o suíço Roger Federer. "Ele está chegando perto, é o maior oponente do Nadal no saibro. Acredito que o Thiem e o Zverev (o alemão Alexander Zverev) são os que têm maior capacidade contra esse trio de galáticos. Acho que no ano que vem essa

Continue Reading

 2