Com resultados impressionantes no mundo do tênis, o espanhol Carlos Alcaraz, de 16 anos, vai jogar a chave principal de um ATP 500 pela primeira vez. E espera aproveitar a oportunidade para ganhar mais experiência no início de sua carreira. "Joguei em Barcelona no ano passado (derrota na primeira rodada do qualifying), mas estava muito nervoso, e isso me atrapalhou porque os outros jogadores são mais experientes e levam vantagem. Dessa vez espero lidar melhor e aprender com essa oportunidade", disse o adolescente, que recebeu convite da organização e é o mais jovem tenista a disputar o Rio Open. Alcaraz conseguiu seu primeiro ponto no ranking da ATP aos 14 anos e 9 meses, e tornou-se o tenista mais jovem do top 500 - é o atual 407º. Treinado pelo espanhol Juan Carlos Ferrero, ex-número um do mundo, ainda precisa conciliar a vida de estudante com a de tenista. "É difícil ter uma vida normal de um garoto da minha idade, então estudo a distância, não posso sair sempre com meus amigos, mas quero ser tenista profissional e sei que tenho que fazer sacrifícios para atingir meus objetivos". Ter ao lado um técnico como Ferrero, que conquistou Roland Garros, é um diferencial para o jovem. "Ele viveu coisas em quadra, tem muita experiência. Me passa tudo, e acho que tenho sorte de poder aprender com ele", disse Alcaraz, que venceu dois torneios Futures nesta temporada.
 3
O brasileiro Thiago Monteiro começou bem a temporada 2020 e espera que o momento favorável o impulsione a fazer uma boa campanha no Rio Open 2020. O melhor brasileiro no ranking mundial - 92º - tem boas recordações do maior torneio de tênis da América do Sul. Alcançou duas vezes as quartas de final, sendo que na primeira, em 2016, venceu o francês Jo-Wilfried Tsonga, então número 9 do mundo. "Jogar o Rio Open é sempre especial por ser meu torneio favorito, o ambiente é incrível, e nós brasileiros temos a torcida a nosso favor", disse o canhoto de 25 anos. Monteiro conquistou neste ano o Challenger de Punta del Este, e alcançou as quartas de final do ATP de Buenos Aires. Há um ano e meio trabalhando com o treinador argentino Fabian Blengino, acha que evoluiu bastante. "Além da maior experiência no circuito, percebo que estou mais maduro na hora de jogar, de escolher as jogadas. Porque é mais fácil escolher os golpes que eu me sinto mais cômodo, mas muitas vezes isso era ruim porque eu deixava de arriscar. Agora sinto que tenho coragem para tentar coisas que antes eu só planejava, mas na hora da partida não aplicava". O tenista número 1 do Brasil, que recebeu convite da organização para jogar a chave principal, conhece bem o adversário da estreia, o argentino Guido Pella. Treinaram juntos na pré-temporada, na Argentina, em dezembro, e já se enfrentaram quatro vezes em torneios challenger. A última vez foi em 2015, em Guayaquil, com vitória de Pella. "Espero por um jogo difícil, ele foi vice-campeão aqui (2016), é o favorito. Mas tenho que fazer meu jogo, usar a torcida a meu

Continue Reading

 3
  Os quatro brasileiros na disputa do qualifying da chave de simples do Rio Open foram derrotados neste sábado, no Jockey Club Brasileiro. João Menezes perdeu do italiano Federico Gaio por 6/7 (5), 6/4 e 6/3, Orlando Luz caiu para o húngaro Attila Balazs por um duplo 6/3, Mateus Alves foi eliminado pelo espanhol Pedro Martinez por 6/2 e 6/3, e Pedro Boscardin foi derrotado pelo eslovaco Jozef Kovalik por 6/3 e 6/1. Neste domingo, será realizada a última rodada do qualifying, quando serão conhecidos os últimos quatro classificados para a chave principal. A rodada começa às 16h30, com entrada gratuita para o público. Para quem não puder ir ao Jockey, o Rio Open está disponibilizando o streaming dos jogos. As partidas disputadas nas quadras 1, 2 e 4 do complexo serão transmitidas no rioopen.com. No quali de duplas, um brasileiro avançou. Em parceria com o húngaro Attila Balazs, Fernando Romboli venceu os brasileiros João Menezes e Thiago Wild por 1/6, 7/6 (4) e 10/8, e vai disputar a vaga na chave principal contra os italianos Federico Gaio e Salvatore Caruso. Os italianos derrotaram o boliviano Hugo Dellien e o argentino Leonardo Mayer por um duplo 6/2. Confira a programação neste link RESULTADOS DE SÁBADO Federico Gaio (ITA) 2 x 1 João Menezes (BRA) - 6/7 (5), 6/4 e 6/3 Jozef Kovalik (SVK) 2 x 0 [WC] Pedro Boscardin (BRA) - 6/2 e 6/2 Andrej Balazs (HUN) 2 x 0 [WC] Orlando Luz (BRA) - 6/3 e 6/3 Pedro Martinez (ESP) 2 x 0 Mateus Alves (BRA) - 6/2 e 6/3 Federico Coria (ARG) 2 x 0 Carlos Taberner (ESP) - 7/6 (5) e 6/1 Filip Horansky (SVK) 2 x 0

Continue Reading

 4
  O sorteio dos confrontos da primeira rodada do Rio Open apresentado pela Claro, realizado neste sábado, no Leblon Boulevard, no Jockey Club Brasileiro, definiu a estreia do austríaco favorito ao título, Dominic Thiem, contra o jovem brasileiro Felipe Meligeni. A sétima edição do ATP 500 do Rio, maior torneio de tênis da América do Sul, começa na segunda-feira. Os ingressos podem ser adquiridos no site www.tudus.com.br/rioopen com preços a partir de R$ 30. Neste domingo serão definidos os últimos quatro classificados na chave principal. A rodada decisiva do qualifying começa às 16h, com entrada gratuita para o público. Thiem, atual quarto do ranking mundial, enfrentará Felipe, sobrinho do ex-tenista Fernando Meligeni. O jovem de 21 anos ganhou convite para jogar seu primeiro torneio ATP depois de vencer a Maria Esther Bueno Cup, competição NextGen (sub 23) entre tenistas brasileiros. "Não é a estreia que eu gostaria, mas ao mesmo tempo tem o lado bom. Jogarei na quadra central, pela primeira vez contra um tenista top 5, e com apoio da torcida. Estreia sempre é um jogo nervoso, mas vou lutar para fazer o meu melhor", disse Meligeni. Confira a chave neste link O brasileiro Thiago Monteiro terá pela frente o argentino Guido Pella, cabeça de chave 4 e vice-campeão em 2016. O croata Borna Coric, cabeça 5, fará o duelo contra o argentino Juan Ignacio Londero. O cabeça de chave número 2, o sérvio Dusan Lajovic, encara na primeira rodada o italiano Marco Cecchinato. O cabeça número 3, o chileno Christian Garin, estreia contra o eslovaco Andrej Martin, que garantiu um lugar na chave principal com a desistência do argentino Diego Schwartzman, que sentiu uma lesão na perna esquerda. O

Continue Reading

 2
  O campeão do Rio Open 2017, o austríaco Dominic Thiem, chega para sua quinta participação no maior torneio de tênis da América do Sul animado. Vice-campeão do Australian Open, em janeiro, o número 4 do mundo pode sair do Rio na terceira colocação, desbancando o suíço Roger Federer. A chave principal do Rio Open começa na segunda-feira, no Jockey Club Brasileiro. Os ingressos podem ser adquiridos no site www.tudus.com.br/rioopen com preços a partir de R$ 30. Com três vice-campeonatos em Grand Slams - além do AUS Open, perdeu a final de Roland Garros duas vezes para Nadal - Thiem acredita que pode cada vez mais se aproximar dos tops Djokovic, Nadal e Federer. "É um grande objetivo e, se for bem aqui, vai me ajudar a ir atrás do terceiro lugar no ranking", disse o jogador de 26 anos. Acostumado com o torneio e ambientado na cidade, Thiem espera ter uma boa semana no Jockey. "Adoro jogar aqui, a energia da cidade é especial, e tem muito a oferecer. Gosto muito da América no Sul e é a única semana que venho ao Brasil no ano. Saibro é o piso que mais gosto, me sinto como se estivesse em casa", disse o jogador,  que visitou o Arpoador no final da tarde de sexta, na hora do pôr do sol. "Acho bonito as praias daqui, por ficarem próximas dos prédios, da cidade o que não é muito comum na Europa". O austríaco caiu na primeira rodada do Rio Open no ano passado. Nesse período fez mudanças na sua equipe. Trouxe o ex-jogador chileno Nicolas Massu para ser seu treinador, e terminou a temporada com cinco títulos. "Foi uma grande mudança e

Continue Reading

 4
Clínica para Deficientes Auditivos/Fotojump Antes de as estrelas entrarem em ação nas quadras do Jockey Club Brasileiro, para a disputa do Rio Open, foi a vez de crianças e de pessoas com deficiência terem a experiência de bater bola e sentir o clima do maior torneio de tênis da América do Sul. A manhã deste sábado reuniu um grupo de crianças para uma clínica nas quadras de saibro do complexo, o Kids Day. Eles bateram bola com a orientação de professores e sentiram como é estar num grande torneio, por onde já passaram nomes como do espanhol Rafael Nadal, do croata Marin Cilic e do austríaco Dominic Thiem. Em outra quadra, 12 cadeirantes e oito deficientes auditivos fizeram uma clínica com a ex-tenista Cláudia Chabalgoity, dona de nove títulos do circuito ITF e que há três anos cuida do Projeto Tô no Jogo, em Brasília, que usa o tênis como inclusão. "É maravilhoso que o Rio Open ofereça oportunidade para esse público, que abrace essa ideia, de incluir mesmo. A experiência que eles tiveram hoje, que o público que estava na arquibancada viu, abre portas e faz diferença na vida deles", contou Chabalgoity. Os deficientes auditivos trazidos pela Federação Desportiva de Surdos do Estado do Rio de Janeiro nunca tinham jogado tênis. E com o auxílio de uma intérprete, a ex-jogadora e Isabel Nabuco, coordenadora de prática integrativa do projeto de Brasília, ensinaram os primeiros movimentos na quadra. "Eles ficaram encantados e me falaram que vão começar a jogar. É muito legal que o Rio Open esteja contribuindo para desenvolver o tênis inclusivo".  
 2
A sétima edição do Rio Open apresentado pela Claro terá uma chave de duplas fortíssima. Com cinco jogadores top 10 do ranking mundial, o ATP 500 disputado no Jockey Club Brasileiro promete boas partidas e muita emoção. Os ingressos podem ser adquiridos no site www.tudus.com.br/rioopen com preços a partir de R$ 30. Os brasileiros Bruno Soares e Marcelo Melo vieram ao Rio com seus parceiros do circuito. Bruno e o croata Mate Pavic enfrentarão na estreia, em data a ser definida, o argentino Andres Molteni e o italiano Lorenzo Sonego. Campeão do US Open e do Australian Open 2016, Bruno se juntou a Pavic no meio da temporada passada e eles já somam um título, do Masters 1000 de Xangai. Melo e o polonês Lukasz Kobut, cabeças de chave número 2, estreiam contra a parceria formada pelo uruguaio Pablo Cuevas e pelo espanhol Fernando Verdasco. Cuevas foi campeão de duplas em 2017 com o espanhol Pablo Carreno Busta. E Verdasco também venceu o Rio Open, com o compatriota David Marrero, em 2018. Kubot é o atual número 8 do mundo, seguido por Melo. Os colombianos Robert Farah e Juan Sebastian Cabal, respectivamente números 1 e 2 do ranking mundial, encaram na primeira rodada os brasileiros Orlando Luz e Rafael Matos, que receberam convite da organização. Farah e Cabal já venceram o Rio Open duas vezes - 2016 e 2014 - e viveram a melhor temporada no ano passado, com a conquista de Wimbledon e do US Open. Outra forte dupla é formada pelo espanhol Marcel Granollers e pelo argentino Horacio Zeballos, este número 4 do mundo. Na estreia eles pegam o argentino Juan Ignacio Londero e o espanhol Albert Ramos Vinolas.

Continue Reading

 3
  Os brasileiros que buscam vaga na chave principal do Rio Open apresentado pela Claro conheceram os adversários deste sábado do qualifying, que começa às 16h, no Jockey Club Brasileiro. A entrada do público é gratuita. João Menezes, 176º do ranking mundial, enfrentará o italiano Federico Gaio, 125º, às 16h, na quadra Guga Kuerten. Menezes vem do Challenger de Dallas, onde alcançou as quartas de final. Gaio foi campeão do Challenger de Bangkok no início da temporada. Em outro jogo das 16h, na quadra 1, Orlando Luz enfrentará o húngaro Attila Balazs. Em sua segunda participação no quali do Rio Open, Mateus Alves terá pela frente o espanhol Pedro Martinez, às 16h, na quadra 2. Os dois também se enfrentaram na edição do ano passado, com vitória de Martinez. Já o jovem Pedro Boscardin jogará com o eslovaco Jozef Kovalik, no segundo jogo da quadra central. ORDER OF PLAY - SATURDAY, FEBRUARY 15, 2020 QUADRA GUGA KUERTEN start 4:00 pm Qualifying - [4] F. Gaio (ITA) vs J. Menezes (BRA) Qualifying - [WC] P. Boscardin Dias (BRA) vs [6] J. Kovalik (SVK) QUADRA 1 start 4:00 pm Qualifying - [2] A. Balazs (HUN) vs [WC] O. Luz (BRA) Qualifying - [1] A. Martin (SVK) vs F. Horansky (SVK) After Suitable Rest - Qualifying - [WC] J. Menezes (BRA) / T. Seyboth Wild (BRA) vs [2] A. Balazs (HUN) / F. Romboli (BRA) QUADRA 2 start 4:00 pm Qualifying - [WC] M. De Carvalho Cardoso Alves (BRA) vs [7] P. Martinez (ESP) Qualifying - J. Domingues (POR) vs [8] A. Giannessi (ITA) After Suitable Rest - Qualifying - [1] H. Dellien (BOL) / L. Mayer (ARG) vs S. Caruso (ITA) /

Continue Reading

 2
Em sua primeira visita ao Rio, para disputar o Rio Open apresentado pela Claro, o croata Borna Coric está impressionado com a beleza da cidade, e aproveitou a manhã desta sexta para conhecer um dos mais emblemáticos cartões postais do Brasil, o Pão de Açúcar. "A cidade é simplesmente demais. Já tinha ouvido falar muitas coisas boas sobre o Rio e esperava ter a oportunidade de vir pra cá. Cheguei há umas 12 horas e já no caminho vi essa paisagem inacreditável que eu só conhecia por fotos. Estou muito feliz de estar aqui", disse o atual 31º do ranking mundial. "Decidi em outubro que viria para o Rio e já comecei a imaginar alguns lugares que gostaria de visitar na cidade. Quem sabe também ir a uma favela, conhecer o Cristo Redentor...Espero conseguir tempo para isso, além de treinar e jogar".  
 1
Quatro brasileiros entram em ação neste sábado na busca por uma das vagas na chave principal do Rio Open apresentado pela Claro. O qualifying da sétima edição do maior torneio de tênis da América do Sul começa às 16h, no Jockey Club Brasileiro, e tem entrada gratuita para o público. Para quem não puder ir ao Jockey, o Rio Open vai disponibilizar pela primeira vez o streaming dos jogos. As partidas disputadas nas quadras 1, 2 e 4 do complexo serão transmitidas no rioopen.com. A chave principal tem como destaque o austríaco Dominic Thiem, número 4 do mundo e atual vice-campeão do Aberto da Austrália, o argentino Diego Schwartzman, o croata Borna Coric, o espanhol Fernando Verdasco, o brasileiro número um do país Thiago Monteiro e os convidados Felipe Meligeni, Thiago Wild e Carlos Alcaraz. Os ingressos podem ser adquiridos no site www.tudus.com.br/rioopen com preços a partir de R$ 30. O qualifying distribuirá as últimas quatro vagas para o torneio ATP 500. Os brasileiros na disputa são João Menezes, Mateus Alves, Pedro Boscardin e Orlando Luz. Os três últimos receberam convite da organização para jogar o quali. Orlandinho foi o último a entrar na chave após a desistência do argentino Facundo Bagnis. Com a saída de Bagnis, Menezes, que tinha recebido convite inicialmente, entrou direto e seu wild card foi para Orlandinho. Menezes é o atual 176º colocado no ranking mundial e foi campeão pan-americano em Lima, no ano passado. Mateus Alves tem 19 anos e terá a oportunidade de jogar o quali pela segunda vez. Boscardin, de 17 anos, faz parte do Time Guga, equipe de tenistas promissores apoiada pelo ex-número 1 do mundo, e vem se destacando no circuito

Continue Reading

 2