O presidente e CEO da ATP, Chris Kermode, falou nesta sexta-feira sobre suas primeiras impressões no Rio Open apresentado pela Claro hdtv, o maior torneio da América do Sul. Há dois dias na Cidade Maravilhosa, Kermode mostrou-se surpreso com a estrutura e organização do primeiro ATP World Tour 500 realizado no continente."Estou achando incrível. Fiz um evento inaugural há cinco anos em Londres, e sei da dificuldade de realização de um torneio como este. Aqui a localização é fantástica, com diversos atrativos em um só lugar. A estreia do torneio está sendo realmente excelente", disse ele, que começou neste ano um mandato de três anos à frente da ATP."Sempre há fatores a aprimorar no caminho, mas não dá pra dizer que pode chegar muito além do que já está. A paisagem é incrível, assim como os arredores e organização", completou Kermode.O CEO da ATP fez questão de prestigiar o Rio Open apresentado pela Claro hdtv como um fã comum, e se mostrou impressionado com a experiência proporcionada pelo torneio. "Nós, que representamos a ATP, sempre queremos que as pessoas visitem os evento e sintam-se em um lugar especial. Aqui, quando você passa pela primeira entrada, imediatamente sabe que está em um local diferente. Isso é muito importante para o circuito, é muito, muito impressionante".
 Like
Cerca de 200 crianças participaram neste sábado, do Kid’s Day, clínica oferecida pelo Rio Open apresentado pela Claro hdtv nas quadras do Jockey Club Brasileiro. O evento gratuito tem por objetivo promover e incentivar a prática do tênis. Com participação de nomes como Maria Esther Bueno, Wilton Carvalho e Ricardo Acioly, o Kid’s Day permitiu uma experiência inédita para a garotada. As crianças convidadas e provenientes de projetos sociais também puderam ver de perto a estrutura do maior torneio de tênis da América do Sul e que reúne simultaneamente um ATP 500 e um WTA Internacional.A clínica foi ministrada nas quadras onde grandes nomes do tênis mundial estão jogando o Rio Open apresentado pela Claro hdtv desde o dia 15 de fevereiro."Esta é a maior clínica que já vi aqui no Brasil", disse Wilton Carvalho, técnico acostumado a ministrar clínicas infantis por todo o Brasil."É muito legal ver a adesão de tantas crianças. São seis quadras lotadas, todo mundo animado, curtindo, uma prova do potencial que o esporte tem entre as crianças", analisou Ricardo Acioly, Diretor de Relações do Rio Open apresentado pela Claro hdtv.Maria Esther, posso tirar uma foto com você? Esta foi uma das frases mais ouvidas nos intervalos da clínica. A rainha do tênis brasileiro, uma das mais importantes jogadores do tênis mundial de todos os tempos se surpreendeu com o reconhecimento da criançada."Geralmente são pessoas com mais de 40 anos que pedem para tirar fotos. Aqui, as crianças de 12, 14 anos vem falar comigo, tirar foto, pedir autógrafo, foi uma surpresa", disse Maria Esther, que ressaltou a importância de eventos como este. "As crianças se motivam para a prática do tênis. Faz toda a diferença

Continue Reading

 Like
O brasileiro Marcelo Melo joga neste domingo, a partir das 11h30, no Jockey Club Brasileiro, a decisão de duplas do Rio Open apresentado pela Claro hdtv. Melo tenta conquistar o troféu em casa com seu parceiro, o espanhol David Marrero, contra os colombianos Juan Sebastian Cabal e Robert Farah, que derrubaram o também brasileiro Bruno Soares na semifinal.Melo joga pela primeira vez na semana na Quadra Central do Jockey Club Brasileiro. "Gostaria muito de jogar contra o Bruno, especialmente em uma decisão, porque o clima aqui seria realmente especial. Jogamos a decisão em Auckland nesse ano e foi incrível, mas infelizmente aqui não será possivel. Posso tentar essa 'vingança', apesar de eu não gostar da palavra, amanhã contra eles. Mas a gente sabe que vai ser muito duro, eles estão jogando muito bem e o resultado desta sexta é prova disso", completou o brasileiro.Melo e Marrero não são parceiros habituais de circuito, embora treinem juntos regularmente na temporada. O brasileiro forma com o croata Ivan Dodig, com quem foi vice-campeão de Wimbledon em 2013, a atual terceira melhor dupla ranqueada na ATP. Já Marrero, número 7 do mundo, tem jogado frequentemente com seu compatriota Fernando Verdasco.Neste ano, o brasileiro já levantou o título do ATP de Auckland, ao lado do austríaco Julian Knowle, além da semifinal em Doha, com Dodig. Já os colombianos foram finalistas em Brisbane e em Viña del Mar, e levantaram o título do Challenger de Bucaramanga.
 Like
A romena Irina-Camelia Begu e a argentina Maria Irigoyen são as primeiras campeãs do Rio Open apresentado pela Claro hdtv, único torneio da América do Sul a reunir um WTA International e um ATP 500. No primeiro torneio das duas como parceiras, elas chegaram à decisão e bateram a sueca Johanna Larsson e a sul-africana Chanelle Scheepers em dois sets diretos, 6/2 6/0. Depois do título, as duas contaram que a parceria foi formada às pressas, pouco antes do prazo final. "Faltando pouco mais de 20 minutos pro encerramento do Sign-In a Maria me convidou pra jogar junto, e eu não sabia se seria possível porque estamos no quali do próximo torneio. Mas decidimos tentar e deu muito certo. Formamos uma boa equipe e esperamos jogar mais vezes juntas", contou Begu.Já Irigoyen se disse impressionada com o Rio de Janeiro, para onde deseja voltar no futuro. "A cidade é linda, e este torneio misto, com duas chaves, é diferente, atrai mais gente, é realmente muito legal. Foi uma semana excelente, todos me trataram muito bem o tempo inteiro, espero vir mais vezes", completou a argentina.O título foi o primeiro de duplas de Maria Irigoyen no circuito WTA, enquanto Begu conquistou o terceiro título da carreira. Ela havia sido campeã em Bucareste em 2012, ao lado da francesa Alize Cornet, e em 'S-Hertogenbosch em 2013, ao lado da espanhola Isabel Medina Garrigues.
 Like
A dupla do brasileiro Marcelo Melo e do espanhol David Marrero segue evoluindo no Rio Open apresentado pela Claro hdtv, o único torneio da América do Sul que reúne um ATP 500 e um WTA International. Os dois alcançaram as semifinais do torneio nesta quinta-feira, depois de vencerem o uruguaio Pablo Cuevas e o argentino Horacio Zeballos em dois sets, 6/1 e 6/4, em 50 minutos de jogo."O primeiro set foi mais fácil do que esperava. Teve um iguais no 2/0 que se eles tivessem vencido a história do primeiro set seria diferente. Esperava um jogo mais complicado desde o início. O segundo set foi complicado, a gente conseguiu quebrar um saque que estava 40/0 e mantivemos a vantagem. O importante é que a gente conseguiu ficar tranquilo no jogo. Às vezes ganhar um set de 6/1 assim pode ser meio perigoso", analisou Melo depois do jogo. O caminho de Marcelo rumo a uma possível decisão brasileira contra Bruno Soares terá pela frente agora a dupla dos italianos Fabio Fognini e Daniele Bracciali, que derrubaram os qualifiers argentinos Federico Delbonis e Leonardo Mayer em parciais de 6/1, 4/6 e 10/8. O jogo acontece às 15h30, no Jockey Club Brasileiro."Vai ser um jogo bom, além das quatro linhas. Jogamos com eles na Austrália, o comportamento do Foginini todo mundo sabe como é. Temos de estar tranquilos. A gente ai entrar para fazer o nosso jogo, vamos deixar ele fazer o que quiser, e trabalhar para vencer", completou. Melo e Marrero não são parceiros habituais de circuito, embora treinem juntos regularmente na temporada. O brasileiro forma com o croata Ivan Dodig, que não joga nesta semana, a atual terceira melhor dupla ranqueada na ATP.

Continue Reading

 Like
Teliana Pereira continua aproveitando a energia da quadra central para seguir em frente no Rio Open apresentado pela Claro hdtv. Nesta quinta-feira, a brasileira garantiu um lugar nas quartas de final do WTA Internacional ao vencer a  austríaca Patricia Mayr-Achleitner por 2 sets a 0, com parciais de 6/2 e 7/6 (7-5). Apoiada pelo público que encheu o estádio do Jockey Club Brasileiro, a pernambucana de Águas Belas chorou após a vitória. Teliana volta à quadra central nesta sexta-feira, por volta das 13h, para enfrentar a romena Irina-Camelia Begu, que venceu a paraguaia Veronica Cepede Royg, de virada, por 3/6, 7/5 e 6/1. Única brasileira entre homens e mulheres a entrar direto na chave principal do torneio, Teliana começou a partida muito consistente e fechou o primeiro set por 6/2. No segundo, viu a austríaca crescer e abrir 5 a 2.  A brasileira de 25 anos e atual 98ª do ranking não se abalou e, vibrando com a torcida a cada ponto, levou a série para o tie-break, fechando por 7 a 5. "Comecei jogando muito bem, mas acabei relaxando e ela cresceu. Meu irmão (Renato, seu treinador) falou para eu variar mais meu jogo e fui melhorando, voltando a ser mais agressiva", contou a jogadora, que se emocionou mais uma vez com o apoio da torcida. "É incrível, fiquei arrepiada, nunca joguei com tanta gente torcendo por mim. Tinha que buscar a vitória porque essa torcida está fazendo a diferença", disse.Desde  o ATP de Bogotá, em fevereiro do ano passado, Teliana não conseguia duas vitórias em um torneio WTA. Na ocasião, a brasileira foi até a semifinal, resultado que não acontecia com uma tenista do país desde 1989. Muito emocionada

Continue Reading

 Like
O melhor tenista do mundo foi implacável nesta quinta-feira no Rio Open apresentado pela Claro hdtv, único torneio da América do Sul a reunir um ATP 500 e um WTA International. Sem dar chances ao seu compatriota Albert Montañes, Rafael Nadal levantou a torcida e passou às quartas de final em parciais de 6/1 e 6/2, em 1h14m de jogo. O octacampeão de Roland Garros volta à quadra nesta sexta-feira, por volta das 18h30, para enfrentar o português João Sousa, por uma vaga na semifinal. Será a primeira vez que Nadal joga com o português, que encerrou a rodada desta quinta com a vitória sobre o espanhol Albert Ramos por 7/6 (8-6), 2/6 e 6/3."Foi um jogo importante, consegui quebrar o saque dele logo de cara, embora os primeiros games tenham sido bem parelhos. Sinto que estou evoluindo a cada jogo, é um processo natural quando se retorna depois de um longo período de recuperação. Realmente queria muito jogar aqui, a América Latina sempre me deu muitas alegrias, o público sempre me tratou com muito carinho, como se fosse um deles, então sempre vou fazer um grande esforço pra jogar aqui no Brasil. Estou contente por vencer mais um jogo e seguir melhorando", disse ele, que volta às quadras depois de semanas.Na coletiva, o dono de 13 Grand Slams reconheceu que seu foco principal é o aprimoramento de seu desempenho. "Eu tento sempre pensar primeiro em mim, em tentar fazer o que sei de melhor. Espero conseguir jogar um pouco melhor do que hoje, que já foi melhor do que no primeiro jogo, e assim suscetivamente. Amanhã (sexta) espero jogar um pouco mais agressivo, ter mais controle do jogo para

Continue Reading

 Like
A quadra central do Rio Open apresentado pela Claro hdtv vai ferver nesta sexta-feira na partida entre o brasileiro Thomaz Bellucci e o número 4 do ranking mundial, o espanhol David Ferrer, no quarto jogo da rodada, por volta das 16h30. Empolgado pelo apoio da torcida desde sua estreia no evento, o 130ª do ranking tem um confronto duro contra Ferrer, que acaba de conquistar pela terceira vez o ATP de Buenos Aires. Será o quinto duelo entre os jogadores, sendo que o brasileiro venceu pela última vez, em 2012, no Masters 1000 de Montecarlo. O fato de disputar um jogo que terá clima de Copa Davis, com a torcida em peso apoiando o tenista da casa, não preocupa o vice-campeão de Roland Garros em 2013. "Vai ser uma partida bem dura, mas jogo contra o Bellucci e não contra a torcida", disse o dono de 21 títulos na carreira.Em outro jogo pelas quartas de final, um duelo entre os espanhóis Tommy Robredo, 17º do ranking, e Pablo Andujar, 40º, por volta das 17h. Andujar está mais descansado porque não teve de jogar nas oitavas, com a desistência do eslovaco Martin Klizan, que sentiu dores estomacais.INFORMAÇÕES E SERVIÇOS PARA O PÚBLICOAbertura dos portões: 9hLocal de entrada: Rua Mario Ribeiro, 410, LeblonO que pode: frutas e sanduíches em sacos transparentes, capa de chuva e guarda-chuvaO que não pode: garrafas de vidro e embalagens de bebidas alcoólicasComo chegar: Para os espectadores que optarem pela utilização de transporte público, ônibus vindos da região Oeste, sentido Lagoa, passam próximos ao local. Ônibus de integração do Metrô e demais vindos pelo sentido Jardim Botânico têm como ponto mais próximo da entrada o Baixo Gávea. Táxi é

Continue Reading

 Like
Por um momento, a torcida que lotou a quadra central do Rio Open apresentado pela Claro hdtv para assistir à vitória do espanhol Rafael Nadal, nesta quinta-feira, teve a sensação de voltar alguns anos no tempo para ver Gustavo Kuerten em ação. Mas o ex-número 1 do mundo não estava com sua raquete nas mãos. De calça jeans e camisa social, Guga pisou no estádio do Jockey Club Brasileiro para receber homenagem da organização do torneio. Ovacionado pela torcida, o tricampeão de Roland Garros assistiu a um vídeo com os principais momentos de sua carreira, e recebeu das mãos do atual líder do ranking uma placa comemorativa. Falando em espanhol, agradeceu a participação de Nadal na cerimônia. "É uma honra receber uma homenagem dentro do meu país. Obrigado por tornar esse momento ainda mais especial", disse, emocionado. Depois, conversou com a torcida brasileira. "É um privilégio ser abraçado por centenas de pessoas ao mesmo tempo, uma sensação muito boa, inesquecível. Tudo isso me motiva a contribuir com o tênis, retribuir o carinho que recebo de vocês".Durante a homenagem, Guga também repetiu o gesto que marcou sua trajetória rumo ao terceiro título de Roland Garros, em 2001, quando deitou na quadra do Grand Slam francês ao vencer o norte-americano Michael Russel, depois de estar perdendo por 2 sets a 0, nas oitavas de final. Dois pegadores de bolas riscaram um coração na quadra do Rio Open apresentado pela Claro hdtv, e Guga não teve dúvida, deitou no chão como fez em 2001. Depois, contou que teve vontade de trocar umas bolas com Nadal."Quase chamei o Nadal para bater uma bolinha, deu muita vontade", brincou. O brasileiro nunca enfrentou o octacampeão de Roland

Continue Reading

 Like
A dupla colombiana formada por Juan Sebastian Cabal e Robert Farah acabou com a invencibilidade de quatro anos do brasileiro Bruno Soares no país. Nesta sexta-feira, pelas semifinais do Rio Open apresentado pela Claro hdtv, o único evento da América do Sul a reunir um ATP 500 e um WTA Internacional, Cabal e Farah sacaram com grande competência para eliminar Bruno e o austríaco Alexander Peya por 2 sets a 0, com parciais de 6/4 e 6/2. Bruno estava invicto há 17 jogos em jogos disputados no Brasil.O brasileiro reconheceu que ser derrotado em casa é mais doloroso. "Nós somos muito tranquilos quanto às derrotas, mas perder em casa talvez seja a pior sensação do ano. Até porque levantar um troféu diante da sua torcida traz uma sensação diferente de qualquer outra. Hoje acho que faltou encaixar o jogo. A partida toda alternamos momentos ruins, uma hora eu, outra ele. Mas não dá pra tirar o mérito deles, estão muito sólidos, sacaram bem", disse Bruno.A última derrota de Bruno no país havia sido em fevereiro de 2010, no ATP 250 da Costa do Sauípe. Desde então, ele acumulou 12 vitórias em torneios 250, três em Copa Davis e mais duas neste Rio Open apresentado pela Claro hdtv. No período, alternou parceria com o brasileiro Marcelo Melo, o norte-americano Eric Butorac, e seu atual parceiro, o número 4 do mundo.Finalistas em Brisbane e Viña del Mar e campeões do Challenger de Bucaramanga, na Colômbia, nesta temporada, os colombianos comemoram a passagem para a final. "Nas duplas as partidas são sempre apertadas. Eles (Bruno e Peya) são jogadores difíceis de ganhar, mas depois soubemos aproveitar todas as oportunidades que surgiram. Jogamos muito

Continue Reading

 Like