RIO OPEN GREEN

UM NOVO CICLO MAIS SUSTENTÁVEL
A preocupação com a sustentabilidade sempre esteve presente na equipe responsável pelo Rio Open. Em 2020, marcando um novo ciclo do evento, foram estruturadas importantes iniciativas, com a ajuda de uma consultoria especializada, que irão minimizar ou anular os impactos ambientais gerados pelo torneio, aumentar a atuação social e conscientizar todos os envolvidos sobre a responsabilidade de cada um para criar um futuro mais sustentável.

CONHEÇA ABAIXO AS AÇÕES QUE SERÃO IMPLEMENTADAS PARA O RIO OPEN 2020:

NEUTRALIZAÇÃO DE CARBONO
Em uma iniciativa da ENGIE, as emissões de CO2 do Rio Open serão compensadas com créditos de carbono gerados pela Usina Hidrelétrica Jirau. As emissões de Gases de Efeito Estufa do Rio Open 2020 serão aferidas após o evento, incluindo todas as fontes relativas ao evento em si, desde a montagem até a desmontagem, além de emissões com deslocamento de atletas e equipe técnica, bem como o consumo adicional da energia elétrica pelo Jockey Club Brasileiro durante o evento.

GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS
A gestão para o ano de 2020 incluiu as 3 etapas: redução, reciclagem e reutilização, através de várias iniciativas, conforme descrito a seguir:

2.1. Redução – para reduzir a geração de resíduos as seguintes inciativas serão contempladas:
• Serão definidos Pontos de Hidratação para equipe de produção e serviços para redução do uso de garrafas pet.
• Serão distribuídas garrafas de água reutilizáveis para a equipe de produção.
• Serão utilizadas Sacolas 100% ecológicas para venda de produtos na loja oficial do Rio Open.
• Copos reutilizáveis estarão disponíveis nos bares do evento.

2.2 Reciclagem – com o objetivo de aumentar a reciclagem em relação ao ano de 2019, as seguintes ações de gestão serão implementadas:
• Planejamento e coordenação da gestão de resíduos.
• Equipe de coleta no local do evento.
• Treinamentos para as equipes cenografia, A&B/Praça de Alimentação e limpeza.
• Utilização de coletores específicos para resíduos orgânicos e óleo de cozinha.
• Supervisão operacional periódica.
• Armazenamento temporário adequado.
• Resíduos recicláveis destinados para cooperativa de catadores licenciada.
• Resíduos orgânicos destinado para compostagem.
• Óleo de cozinha destinado para reciclagem.
• Resíduos não recicláveis para Aterro Sanitário com reaproveitamento de metano.
• Uso de material reciclável, como papel e suprimentos dos banheiros.

REUTILIZAÇÃO DE MATERIAIS
• Destinação de lonas para uso de cooperativas parceiras.
• Destinação de tampinhas das garrafas pet para serem trocadas por cadeiras de rodas.
• Campanha com o público do Rio Open para arrecadação de raquetes para serem doadas para  projetos sociais.
• Doação das bolas, raquetes e sobra de uniformes para projetos sociais.
• Utilização de corda de raquetes usadas para elaboração de pulseiras.
Os patrocinadores e parceiros do evento também serão conscientizados e estimulados sobre as iniciativas sustentáveis